Anuncie connosco
Pub
Opinião
Convidados –
Convidados

Unidade de Saúde Pública Loures Odivelas

Exercício para o seu Coração

7 de maio de 2019
Partilhar

Esta é a nossa realidade: Estamos cada vez mais sedentários e, em consequência, a nossa população sofre cada vez mais de problemas cardiovasculares!

Mês de maio, mês do coração promovido pela Fundação Portuguesa de Cardiologia. Durante este mês é promovido o movimento, através da iniciativa “Maio Mês do Coração”. É um conjunto de atividades que se desenvolvem de modo a alertar a população para a problemática das doenças cardiovasculares e do papel determinante da prática de exercício físico na sua prevenção.

A população portuguesa mostra uma perceção positiva no que toca ao exercício físico, no entanto, apenas cerca de 5% afirma praticá-lo regularmente.

O exercício físico não é apenas uma nova tendência ou um hobby que está na moda: É imprescindível para si! E para todos nós!

Apresentamos, de seguida, 6 questões importantes sobre exercício e os seus benefícios para a saúde.

 

1. Exercício, atividade física e fitness: Qual a diferença?

 

Atividade física: é qualquer movimento corporal executado por músculos que despendem energia. Isto inclui todos os movimentos que executamos ao longo do dia.

Exercício: é a parte da atividade física que é planeada e estruturada com o propósito de melhorar ou manter a sua aptidão física e saúde. Os exercícios estão divididos em aeróbicos (correr) ou de resistência (levantar pesos), apesar da maioria dos desportos ter componentes de ambos.

Fitness: é a habilidade de executar atividade num nível de intensidade moderada a vigorosa, sem cansaço fácil. É influenciado pela idade, sexo, índice de massa corporal e genética. No entanto, a prática regular de atividade física melhora o seu nível de fitness.

 

2. Que intensidade de exercício se adequa a mim?

 

Se odeia correr, não se preocupe! A prática de exercício não tem que ser extrema para que seja saudável para o coração. Na realidade, os benefícios cardiovasculares advêm, maioritariamente, da prática de atividade de intensidade moderada. Mesmo atividades leves, em oposição ao sedentarismo, proporcionam benefícios para a saúde.

Seguem-se exemplos com diferentes graus de intensidade:

- Leve: caminhadas, alongamentos, trabalhos em casa ou de jardinagem leves.

- Moderada: marcha, andar de bicicleta, dançar e nadar.

- Elevada: correr, aulas de aeróbica, desportos de competição e ciclismo.

 

3. Quanto tempo de exercício é que precisamos?

 

Recomendam-se cerca de 30 minutos de exercício com intensidade moderada, 5 dias por semana. A American Heart Association aconselha, pelo menos, 150 minutos/semana de atividades de intensidade moderada ou 75 minutos de alta intensidade.

 

4. E como conseguir isto?

 

Através de uma caminhada de 30 minutos, em passo rápido; corrida de 15 minutos ou nadando 50 minutos.

Estudos atuais mostraram que até mesmo 1h de exercício por semana (caminhar ou andar de bicicleta), na população idosa, reduz o risco de enfarte agudo do miocárdio!

A quantidade de exercício deve ser adaptada à condição física do doente, sexo, idade e doenças de que são portadores, assim como às metas e benefícios que se pretendem alcançar.

A marcha rápida é uma atividade com baixo risco de lesão, que a maioria dos adultos pode e deve praticar, sem necessitar de autorização médica!

 

5. A atividade física é benéfica para a saúde. Porquê?

 

Muitas partes do nosso corpo, incluindo o nosso cérebro, coração, ossos e articulações beneficiam dos aspetos positivos da prática regular de atividade física.

Esta prática regular desempenha um papel protetor no desenvolvimento de aterosclerose (placas de gordura que se formam nas artérias podendo levar à sua obstrução), processo que poderá culminar com enfarte agudo do miocárdio.

Ainda na prevenção do desenvolvimento de doença cardiovascular, a prática de exercício físico é igualmente benéfica a nível da redução do colesterol LDL, conhecido como “mau colesterol”, e aumento do colesterol HDL, “bom colesterol”.

Algumas das vantagens da atividade física incluem: a diminuição da tensão arterial, do peso corporal e do perímetro abdominal.

 

6. Há um tipo de exercício melhor que outro?

 

O melhor exercício é aquele que gosta de praticar e, por isso, o faz de forma consistente! Poderá ir variando o tipo de exercício realizado, combinando exercício cardiovascular aeróbico com exercício de força, de forma a ser mais completo e estimulante!

Praticantes de atividades como natação, desportos com raquetes, aeróbica e ciclismo apresentam um menor risco de morte por doença cardiovascular.

O que importa é movimentar-se o mais possível! Para isso, pode começar por realizar pequenas alterações no seu dia dia, como usar as escadas ao invés do elevador, realizar mais caminhadas ou deslocar-se para o trabalho de bicicleta!

Quando considerar o início ou manutenção da prática regular de exercício físico, tenha em mente alguns dos seus benefícios:

• Diminui o seu peso e perímetro abdominal, em conjunto com uma alimentação equilibrada.

• Permite ter ossos mais fortes e menos propensos a fratura.

• Leva à libertação de várias hormonas, melhorando a capacidade de concentração e aprendizagem, conduzindo a uma sensação de bem-estar físico e emocional.

• Diminui o risco de aparecimento de vários tipos de neoplasias.

 

Afinal, do que está à espera para começar?

 

USP Loures Odivelas

Médicas, Internas da Formação Geral: Catarina Coelho Pereira, Inês de Almeida Santos, Madalena Viegas de Carvalho, Mafalda Félix Cabral.

Elvira Martins-Médica de Saúde Pública

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter