Anuncie connosco
Pub
Opinião
Convidados –
Convidados

A opinião da farmacêutica Joana Roubaud

Ciência – para que te quero?

10 de abril de 2018
Partilhar

O que é a ciência? Para que serve e que impacto tem no desenvolvimento de um país? Será que alguma vez se questionou verdadeiramente sobre este assunto?

Um estudo de opinião pública realizado aos cidadãos europeus, lançado em 2010, relativamente à sua perceção e relação com a ciência trouxe resultados surpreendentes. Na verdade, este inquérito revelou que, à data, 35% dos Portugueses não tinha “nenhum interesse” por ciência, embora lhe reconhecesse benefícios e uma importância significativa para o progresso do país.

Estando rodeados diariamente por tecnologia – a ciência materializada em produtos e serviços - como a internet, as vacinas, o telemóvel, as estações espaciais, os carros elétricos ou outras inovações mais ou menos modernas, que tanto nos facilitam a vida, por que será que esta área não é minimamente interessante para uma boa parte da população?

Ciência não é mais do que a descoberta e observação do mundo à nossa volta. Resulta da curiosidade do ser humano em compreender-se a si próprio e aos fenómenos que o rodeiam através de explicações lógicas e comprováveis pela experimentação.

Estar a par do que se faz na atualidade, conhecer os princípios básicos do método científico e ser capaz de reconhecer ciência de qualidade é ter aquilo a que hoje se chama de cultura científica. Ter cultura científica permite-nos ser cidadãos mais esclarecidos, atentos, com espírito crítico e não facilmente enganáveis.

Estarão os cientistas completamente desligados da comunidade? Será esta uma área impenetrável, aparentemente complicada e pouco apelativa? Quem investiga e onde? Como estamos comparativamente aos países mais desenvolvidos? Quem são os cientistas portugueses com maior destaque? Haverá mais a fazer pelo ensino das várias ciências junto das crianças e jovens?

Estas são apenas algumas das perguntas e respostas dadas por Carlos Fiolhais, físico português empenhado na divulgação científica, no seu pequeno ensaio “A Ciência em Portugal”. Uma ótima radiografia à ciência que se faz em Portugal e que sugiro a todos os curiosos que queiram, de uma vez por todas, perceber como tudo funciona.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter