Anuncie connosco
Pub
Opinião
Rui Pinheiro – Sociólogo
Rui Pinheiro
Sociólogo

Fora do Carreiro

Oportunidade a não perder

9 de julho de 2018
Partilhar

Foi já apresentado publicamente, um significativo projecto de qualificação da Cidade de Sacavém pela Câmara Municipal de Loures. É bem vindo, porque justificado e absolutamente necessário.

Pelo que se percebe, trata-se de aproveitar bem uma vontade, aliada a uma boa oportunidade. Por um lado, foca-se essencialmente numa obra absolutamente estruturante para superar o problema endémico das cheias na baixa da Cidade, por outro, aponta à qualificação de vários espaços confinantes com essa grande obra.

Sacavém terá uma obra pública ambiciosa, seguramente difícil, incontornavelmente demorada, inquestionavelmente incomodativa. Neste particular, valerá a pena sublinhar todas as dificuldades que irá impôr ao quotidiano. Aos habitantes, ao comércio, aos transportes, aos negócios, à fluidez das actividades e da circulação, afinal, ao dia-a-dia, durante muitos dias. Ao que tudo indica, estará a procurar-se prevenir, tanto quanto é possível, para mitigar até onde se possa os efeitos. É uma opção sensata e desejável.

Sacavém precisa pois de uma obra de grande sucesso, por razões objectivas e materiais, mas também simbólicas que reverta o rumo de declínio dos últimos 20 anos. E o sucesso será terminar com o flagelo das cheias (e bem sabemos que não é objectivo que possa nunca ser garantido completamente), mas retomar a qualificação e, por essa via, impulsionar as actividades económicas, a vida social e colectiva, uma nova imagem de Cidade criativa, empenhada e solidária que Sacavém sempre foi.

O sempre convocado comércio de Sacavém não vai morrer por causa das obras, porque em grande medida já morreu ou está moribundo, mas antes terá uma nova oportunidade de se regenerar, dinamizar e evoluir, atraindo clientes e fixando os consumidores sacavenenses, mas também empregos e vidas.

A ambição sacavenense tem também uma nova chance de se deslocalizar do palco das disputas estéreis e querelas político-partidárias inconsequentes, para uma unidade de acção em prol da Cidade e dos seus cidadãos, por uma construção colectiva de uma Cidade a sério, com as valências necessárias e a qualidade de vida desejada.

É pois chegado o momento da reflexão sobre o que se quer para um futuro mais promissor para os sacavenenses actuais e futuros, que Cidade se almeja, que comunidade se deseja. É o momento de ser participante activo na transformação que todos dizem querer. É o momento de barrar o passo à maldicência e ao bota-baixismo. É o momento de não intoxicar, nem deixar intoxicar.

É, pois, o tempo de criar e construir. É o tempo de remar para o mesmo lado. É o tempo de não perder a oportunidade. De todos e para todos.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter