Anuncie connosco
Pub
Opinião
Rui Pinheiro – Sociólogo
Rui Pinheiro
Sociólogo

Fora do Carreiro

Apenas uma ideia…

9 de março de 2017
Partilhar

No momento em que escrevo, a Câmara Municipal de Loures acaba de aprovar uma Revisão Orçamental, tendo em vista dotar o orçamento municipal de 2,5 milhões de euros. Esta alteração irá assegurar a parte do investimento municipal no projecto de prevenção de cheias na baixa de Sacavém, que será desenvolvido no âmbito do POSEUR (Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos).
Significa isto que está a desenrolar-se em passos certos, um processo de dinâmica municipal, que conquistou o apoio do governo, para a resolução do problema da regularização fluvial da ribeira do Prior Velho (o tal “caneiro” de Sacavém), que contribuirá substancialmente para o controlo de cheias na área da foz do Trancão.
Merecem, desde já, uma palavra de saudação e incentivo o Presidente Bernardino Soares e o Secretário de Estado do Ambiente Carlos Martins, pelo entendimento a que chegaram e pela prioridade que deram a um problema com décadas, que tanto tem fustigado Sacavém.
Ao que se sabe, o valor do projecto é de cerca de 11 milhões de euros e para se concretizar esventrará completamente a R. Auta da Palma Carlos e em grande parte a Praça da República. Irá causar incómodos, talvez significativos, em primeiro lugar aos residentes da área de intervenção, mas também ao tráfego, aos transportes e às actividades económicas da zona. Vai ser desagradável, mas ao mesmo tempo crucial, para minimizar ainda mais as recorrentes cheias da zona ribeirinha da Cidade e, simultaneamente, poder relançar a modernização de Sacavém.
Por isso mesmo, tenho a ousadia, de sonhar, sugerir e propôr que esta oportunidade de intervenção substancial, num dos eixos centrais da Cidade, possa mobilizar outros actores para, com boa articulação e vontade, possa dar-se à Praça da República uma renovada dignidade e funcionalidade.
No fundo, o que estou a dizer, é que deveria aproveitar-se para uma reformulação viária completa da Praça da República, pondo termo aos cruzamentos, de todos com todos. Inexplicavelmente, as obras da nova ponte sobre o Trancão, ao mesmo tempo que demonstraram quanto seria benéfico o sentido circulatório do tráfego no miolo da Praça, foram concluídas, repondo todos os disparatados cruzamentos. Até parece que a Infraestruturas de Portugal é especializada em labirintos e não em estradas e acessibilidades!
Mas estou também a dizer que seria um momento de ouro para reconstruir, revitalizar e modernizar o Jardim de Sacavém de Baixo. Projectar e realizar uma tal intervenção global seria da maior importância para a Cidade. É apenas uma ideia… mas espero que concretizável.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter