Anuncie connosco
Pub
Opinião
Ricardo Andrade – Comissário de Bordo
Ricardo Andrade
Comissário de Bordo

Opinião de Ricardo Andrade

Começar agora!

6 de janeiro de 2019
Partilhar

Ao escrever as primeiras linhas de 2019, torna-se quase inevitável referenciar 2018 e a forma cada dia desse ano serviu para lançar muitas das bases do que poderá concretizar-se neste ano em que agora entramos.

Talvez agora, como em poucos outros momentos no panorama político, seja a altura de ter a coragem de pensar no que pretendemos que seja o futuro. Possivelmente agora, como em poucas outras alturas, seja o momento de ter o arrojo de deixar de pensar no imediato e no tradicional e procurar concretizar um caminho verdadeiramente diferente que nos leve a um objetivo que não sirva apenas alguns mas todos.

O ano que agora se inicia será pleno de desafios, de etapas, de vivências e naturalmente, de ganhos e de perdas.

É no dever e haver destes últimos dois que reside a mais importante das escolhas que teremos, em conjunto, que fazer. É aí que se encontra escrito o guião que devemos seguir para encontrar o rumo adequado para fazer diferente do que foi feito até agora.

Mas porquê não permitir que tudo continue na mesma? Mas porquê não deixar que tudo seja igual ao que temos tido? Mas porquê não permanecer indiferente ao status quo?

E como fazê-lo? Como conseguir fazer um corte com o passado? Como lograr chegar onde não foi possível até hoje?

Penso que apenas tendo a vontade de atingir um equilíbrio entre os nossos princípios e o combate à cedência ao medo que tantas vezes nos invade.

Julgo que procurando apostar nos caminhos, por vezes, menos apelativos mas mais reveladores de maturidade e que nos dêem mais garantias de sucessos.

Acredito que apostando não no que, aparentemente, é mais brilhante e reluzente mas naquilo que é mais consistente e demonstrativo de trabalho e de esforço.

Não com regressos a passados ou com a cópia de soluções de outros mas sim com a aposta naquilo e naqueles que escolhem ser formiguinhas e não cigarras.

Ter a capacidade de ser racional e não simplesmente emocional nas escolhas de quem nos dirige será igualmente importante, quer na Europa, quer em Portugal quer em Loures.

Não apenas porque as Eleições Europeias e as Eleições Legislativas estão mesmo ao virar da esquina mas porque a escolha de quem consegue fazer diferente do que foi feito em Loures nas últimas décadas tem de começar agora e não somente no ano de 2021.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter