Anuncie connosco
Pub
Opinião
João Alexandre – Músico e Autor
João Alexandre
Músico e Autor

Ninho de Cucos

The Slow Show

9 de setembro de 2019
Partilhar

Os Slow Show são uma banda inglesa de Manchester que acaba de lançar o seu 3º álbum intitulado “Lust and Learn”.

Depois da estreia em 2015 com “White Water” e do 2º álbum em 2016 “Dream Darling”, é evidente que os Slow Show se estabeleceram no meio como um projeto determinado a construir um mundo muito próprio e nele se desenvolve imune a pressões de um rápido reconhecimento e sucesso. Longe disso, no seu próprio país, os Slow Show permanecem bastante discretos e tardam a ser compensados pela valia destes magníficos 3 discos, repletos de baladas memoráveis e onde o cuidado nos detalhes e arranjos é quase sempre exemplar.

O som dos Slow Show que como o próprio nome indica se constrói assente em ritmos lentos, é construído a partir do piano de Frederick ’t Kindt, da guitarra acústica de Rob Goodwin e sobretudo da sua voz cheia, de barítono, carregada de dramatismo e beleza poética. Curiosamente o timbre vocal de Rob Goodwin resultou de um distúrbio vocal durante a infância e para lá da seriedade da situação seria caso para exclamar: “abençoado distúrbio!”.
“Lust and Learn” editado no passado dia 30 de agosto, demorou 18 meses a ser preparado ao pormenor por Rob e Frederick.

Com o apoio dos melhores instrumentistas de sopros e cordas de Manchester, bem como do Halle Youth Choir, os Slow Show encontram neste conjunto de colaborações, por um lado uma nova dimensão mas de igual forma um ponto de equilíbrio para a sua música tão apaixonada, eloquente mas ao mesmo tempo íntima e sobretudo serena.

As canções dos Slow Show e em particular deste álbum “Lust and Learn”, são construídas para durar, são clássicos antecipados e melodias que curam, como o caso da fã que lhes enviou email, relatando que a música da banda de Manchester a salvou da depressão, tendo esse relato dado posteriormente origem ao tema “The Fall”, segundo Rob Goodwin, um tema triste e dramático mas que felizmente leva as pessoas a sentirem-se em paz ao invés de mais ansiosas e deprimidas.

É esta a sensação que temos ao escutar “Lust and Learn”, a de paz e a de canções memoráveis. Não que exista por aqui uma experiência sónica absolutamente original. Por esta ou aquela razão, descobrimos laivos de Nick Cave, The National, Blue Nile, Talk Talk, no entanto são resquícios tão bem cozinhados que acabam por fazer sentido neste nobre pacote musical.

“Hard to Hide”, um dos singles promocionais e eventualmente dos temas mais imediatos, é disso exemplo. É possível escutá-lo na plataforma youtube em pelo menos 3 versões diferentes, desde a puramente acústica com a participação da bela voz de Keisha Jones, até à mais orquestral. Qualquer delas faz sentido, muito mesmo. Sentimento, emoção e catarse são expressões adequadas para contextualizar qualquer concerto dos Slow Show, caso sério na Alemanha e na Holanda e “em vias de”, em mais uns quantos países europeus.

Para já, Portugal não figura na tour dos Slow Show mas … atenção promotores não deixem escapar uma das pérolas musicais mais valiosas da segunda década do século XXI. É preciso estar mesmo muito distraído!

Disco a não perder!

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter