Anuncie connosco
Pub
Opinião
Gonçalo Oliveira – Actor
Gonçalo Oliveira
Actor

P'la caneta afora

COMPREENDER A POLÍTICA

3 de novembro de 2019
Partilhar

Esta coisa de podermos andar com o mundo inteiro na palma da mão ou dentro do bolso, como tudo na vida, tem o seu lado bom, menos bom, mau e péssimo, como é óbvio.

Pode ser divertido ou horrível! Por isso existem emojis bem dispostos e mal dispostos, contentes ou furiosos, às gargalhadas ou a chorar. Hoje estamos a par do que se passa no mundo com um telemóvel na mão.

Ou para sermos mais finos com o smartphone ou o i-phone na mão. Hoje conversamos com alguém em qualquer lugar através dessas máquinas maravilhosas. Nos autocarros por exemplo até podemos ficar a par da vida do casal que vai sentado ao nosso lado.

Deixou de haver intimidade e confidencialidade, mas que se lixe a taça, assim divertimo-nos com a vida dos outros e as senhoras escusam de ir ao cabeleireiro e nós homens de ir ao barbeiro para sabermos os resultados da bola ou, na melhor e na pior das hipóteses, sem sair do autocarro podemos ficar a saber dos divórcios do bairro. Com estes novos aparelhómetros até podemos trocar mensagens, sem ter de ir correio mandar um telegrama.

São os tempos modernos meu amigos, como diria Charlie Chaplin!

Vem tudo isto a propósito de uma mensagem que eu recebi e que não consigo deixar de a vos transcrever:

“"Se o Parlamento fosse o meu prédio...

O PS é o quarentão do segundo andar, cheio da guita, que se divorciou o mês passado.

O PSD é o vizinho velho, que foi administrador e tem a mania que ainda manda. Ainda por cima, lá em casa ninguém se entende e tem altas cenas de violência doméstica.

O BE é aquela vizinha trintona, enxuta, que nunca casou. Está disposta a namorar com o quarentão do segundo andar, mas nada de casamento. Cada qual tem a sua casa.

O PCP também anda enrolado com o quarentão, mas ninguém pode saber. É a típica gaja que só lá vai para coiso... e baza!

O CDS é o tio de bigode do Primeiro andar, que veste Pierre Cardin de 1997 e anda num Mercedes emprestado. A mulher bazou de casa para casar com outro, mas ele continua a dizer que ela foi de férias com uma prima... Há dois anos!

O PAN é aquele gajo que vive com sete cães, três gatos, duas galinhas, nove periquitos e uma tartaruga albina, só como nabiças... e faz sexo tântrico com a mulher durante o fim de semana todo!

O CHEGA é a porteira que diz mal de tudo e todas. Não gosta de nada nem de ninguém. A filha casou com um cigano e foi deserdada...

O INICIATIVA LIBERAL mudou-se esta semana para o terceiro andar, mas ainda ninguém o viu...

O LIVRE é aquele vizinho que bate à porta e passados dez minutos ainda não se percebeu uma palavra..."

Retirando a referência à gaguez da deputada do Livre, mas que na minha opinião é absolutamente desculpável tendo em conta o sentido humorístico do texto, eis aqui muito bem explicado o espectro do nosso parlamento.

Não sei quem é o autor. Quem “apanhou” isto, fê-lo nas redes sociais e com autor anónimo e por isso desconhecido, mas aproveito para aqui deixar os meus mais sinceros parabéns a quem de direito.

Desculpem! Não consegui resistir!!!!

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter