Anuncie connosco
Pub
Opinião
Filipe Esménio – Director
Filipe Esménio
Director

Mel de Cicuta

Volta a Loures em transportes públicos

4 de agosto de 2019
Partilhar

Como qualquer «velho de tasca» sempre gostei de Hóquei em Patins, futebol e ciclismo. Confesso que o doping me retirou muito do interesse que tinha no ciclismo…, mas ainda gosto.

Neste verão que teima em chegar, decidir fazer a volta a Loures em transportes públicos, freguesia a freguesia. Não é fácil, é preciso tempo e manual de instruções para além de muitas perguntas aos concidadãos pois as coisas não são claras e não há um sistema dedicado a explicar. Ou seja, o passe é único, a rede de transportes não. Cada um decora o seu caminho e sabe-o, mas para quem quer dar a volta ao concelho de transporte público é mesmo uma grande aventura. Seria para mim urgente criar uma plataforma que de forma clara e simples explique onde são as paragens e para onde podemos ir. Se existe peço desculpa, mas eu não encontrei. Já agora um papelinho com fonte de letra que todos consigam ler também dá jeito, acima de tudo aos idosos. São os que mais percebem da «coisa», e os que mais precisam da «coisa».

A unidade territorial é um ponto importante para todos. Mas a circulação dentro do território é muito importante. O Rodinhas, para quem se movimenta dentro da sua freguesia foi uma medida que trouxe muita facilidade para quem não tem carro e precisa de ir às compras ou ao médico. Mas não resolve o problema de freguesia para freguesia.

Confesso que a internet e diferentes sites de apoio me ajudaram. Mas vi muitas coisas que me fizeram confusão: atrasos, camionetas degradadas, tempos de espera excessivos só para começara além de muitas trocas de camioneta quando queremos destinos menos prováveis. Nada que não estivesse à espera, mas eu estava de passeio, mas, os transportes são, essencialmente, para aqueles que no seu dia a dia trabalham e estão pressionados pelos horários e prazos. Este concelho tem muito, muito por onde melhorar.

Sabemos que a Assembleia da República aprovou um texto final relativo a quatro projetos de resolução que defendem a suspensão do projeto da linha circular e a expansão do metropolitano de Lisboa para o concelho de Loures, discussão tida com base na petição levada a cabo no concelho, algo importante para mais quando deixa de ser prioritário a linha circular defendida por alguns, mas a verdade que não há prazo nem projeto para que tal se concretize, mas temos de começar por algum lado. Espero que se conclua no meu tempo de vida, tenho 45 anos. Mas, até lá muitas coisas simples podem ser feitas para melhorar a qualidade dos serviços.

Em breve vou dar mais uma volta, voltamos a falar…

Com ou sem ciclismo, a verdade é que há muitas tascas que merecem ser visitadas.

 

PS: Este artigo é estupidamente escrito com o novo acordo ortográfico.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter