Anuncie connosco
Pub
Opinião
Filipe Esménio – Director
Filipe Esménio
Director

Mel de Cicuta

Por altura do dia dos mortos

3 de novembro de 2019
Partilhar

Ricardo Leão foi recentemente eleito deputado da nação. Já exerceu essas funções, na legislatura anterior mas, agora, foi eleito de forma direta para Assembleia da República pelo círculo de Lisboa e pelo PS, naturalmente.

Nesta edição temos uma grande entrevista com o Presidente da Comissão Política Concelhia do PS, Presidente da Assembleia Municipal de Loures e agora, também, Deputado da Nação.

Pedro Santos Pereira escreveu neste jornal, em 2017, aquando das autárquicas, referindo-se a Ricardo Lima e Ricardo Leão, recém vencedores da freguesia de Moscavide e Portela e da Assembleia Municipal, respetivamente, «…renasceram das cinzas que nem Fénix. Querer enterrar quem está vivo, por vezes, dá nisto…».

E de lá para cá, o tempo e os factos só deram razão ao Pedro. Nesta edição encontra uma entrevista em que Ricardo Leão demonstra o desejo e a confiança na reconquista da autarquia em 2021, e traça as linhas mestras da estratégia do PS para Loures. Neste jornal destacaria ainda a medida da autarquia liderada por Bernardino Soares de disponibilizar aulas gratuitas de natação para as crianças do primeiro ciclo de todo o concelho, nas piscinas municipais, uma medida importante e a todos os títulos merecedora do nosso elogio.

A reorganização administrativa volta também à ordem do dia, se é que alguma vez deixou de estar, com a freguesia de Camarate, Unhos e Apelação a aprovarem por unanimidade, em Assembleia de Freguesia, a intenção de voltarem ao modo antigo, três freguesias. A «Lei Relvas» criada com intervenção da Troika em Portugal promete dar que falar e de certo muito vai acontecer, não só em Loures mas um pouco por todo o país. Não é matéria em que me atreva a fazer prognósticos.

Mas que interessa e muito aos partidos interessa, e segundo o que dizem, também, às populações… Do dia dos finados, pouco percebo de Halloween, só sei que a minha filha quer ser um Diabrete, e o meu filho quer ir de Homem Aranha (tem 3 anos e gosta de festas como o pai), nem sei bem para onde querem ir.

Mas se já houver água pé e umas castanhas, por mim tudo bem… até podem ir de zombies… caso contrário é melhor esperarmos todos pelo S. Martinho. PS: Este artigo é estupidamente escrito com o novo acordo ortográfico.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter