Anuncie connosco
Pub
Opinião
Filipe Esménio – Director
Filipe Esménio
Director

Mel de cicuta

Geometria Variável

3 de dezembro de 2018
Partilhar

Orçamento aprovado em reunião de Câmara. Assembleia Municipal aprovará, provavelmente, amanhã dia 29 de novembro. (este texto é escrito no dia de fecho da edição, 28 de novembro). Governar sem maioria é mais difícil, mas é possível. E a verdade é que a CDU sobrevive. Com mais dinheiro para as freguesias, na sua maioria socialistas, o PS absteve-se viabilizando este orçamento. Situação normal e previsível em qualquer negociação política. Este ano foi assim para o ano logo se verá, mas a ideia de eleições antecipadas parece mais longínqua, para já.

Camarate veio à televisão numa vigília pela segurança, o tema voltou à ordem do dia e, desta feita, pelas piores razões. Violência numa escola envolvendo crianças, pais e auxiliares de educação. Fica mais uma vez exposta a falta de meios da PSP, gritante diria, e jogo do empurra nos partidos num “baile” que já cansa.

São situações altamente complexas de difícil resolução. Para além de lamentarmos a violência temos de lamentar, mais uma vez o nome do nosso concelho vir à baila pelas razões que nenhum de nós gostaria. Por cada dez boas notícias sobre o concelho, uma destas abafa tudo.

IRA os homens dos animais que ficaram mediáticos à conta de uma notícia da TVI feita pela jornalista Ana Leal. News ou Fake News? Não sei. Sinceramente nem quero saber. Parece-me tudo absurdo num momento mediático em que se não for extremado, chocante ou absurdo parece que nada entra na cabeça das pessoas. São manchetes atrás de manchetes, tweets atrás de tweets, posts atrás de posts com intensidade máxima sobre coisas mínimas.

Com especulações caluniosas e inverdades. Os moderados, os do consenso veem o seu espaço ocupado pelos dois extremos que se aproximam em todas as temáticas, em todos os debates públicos. Aprender a ser moderado é a essência do bom senso e da verdadeira sabedoria. No entanto o homem consegue descobrir processos e desenvolver métodos de fuga à moderação. Afirma Alfred Armand Montapert.

Que não se confunda o apelo à moderação e bom senso com o apelo à apatia e à desistência. Apenas percebermos que vida é permanentemente feita de geometrias variáveis. E, além disso, na natureza se repararem, nenhum elemento, seja ele o planeta, uma árvore, uma pedra ou qualquer outro, é uma linha reta.

PS: Este artigo é estupidamente escrito com o novo acordo ortográfico.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter