Anuncie connosco
Pub
Opinião
Pedro Cabeça – Advogado
Pedro Cabeça
Advogado

Opinião de Pedro Cabeça

A Poda Agricultura irónica

5 de novembro de 2018
Partilhar

Depois de um período de pousio neste Notícias de Loures, por andar dedicado à pequena agricultura, não tenho assunto para opinar sobre política local. Assim, resolvi trazer alguns ensinamentos que recebi sobre a Poda.

A poda, seja qual for o vegetal, passa em primeiro lugar por certas regras simples que teremos de respeitar.

Devemos começar por tirar os ramos mortos, eliminando depois os ramos duplicados (os que se cruzam e estão em concorrência com outros que têm a mesma direcção). O corte deve fazer-se acima de um rebento. Deve ser escolhido um rebento situado no exterior do silvado ou da ramada da árvore. O novo ramo assim não estorvará o centro da árvore, antes lhe aconchega a silhueta. Também se aconselha cortes firmes evitando as rasgadelas.

Atenção: os galhos devem ser cortados quando ainda são finos, porque a poda dum galho grosso traz muitos riscos. A árvore pode não ter tempo de fechar a ferida antes do apodrecimento do galho. Então, entram térmitas e fungos, que podem levar a árvore a cair antes da próxima campanha.

Efectivamente, algumas árvores são “decapitadas” com a remoção quase total da copa, e quando interrogadas, as pessoas que fizeram ou comandaram tal atentado ao vegetal, justificam que esta é a forma de revitalizar a árvore.

Os argumentos das pessoas para a poda drástica são fracos e têm muitas vezes origem numa falta de planeamento de quem escolheu a espécie e a plantou em local impróprio.

Atenção: quando se faz a poda em árvores de Frutos Vermelhos, e logo de seguida existe uma poda de Laranjeiras, é muito provável que a árvore de Frutos Vermelhos venha a ter, num espaço muito curto, umas laranjas nos seus ramos.

“A essência da ironia consiste em não se poder descobrir o segundo sentido do texto por nenhuma palavra dele, deduzindo-se porém esse segundo sentido do facto de ser impossível dever o texto dizer aquilo que diz.” Fernando Pessoa in Portugal Entre Passado e Futuro.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter