Anuncie connosco
Pub
Opinião
João Calha – Consultor Informático
João Calha
Consultor Informático

Consultório Informático

O meu telefone caiu na água… e agora?

31 de agosto de 2018
Partilhar

Todos os dias há smartphones que caiem à água e principalmente nestes dias de férias, é bastante frequente a queda de telemóveis no mar, na piscina ou em locais onde exista água.

Mas não desespere, pode ser que não tenha de comprar um telemóvel novo.

Quando o seu smartphone cair dentro de água, use os seguintes métodos para o tentar salvar:

Passo 1

Retirar da água rapidamente e resistir à tentação de ligar o telefone, caso faça isso poderá causar um curto-circuito ao aparelho, e aí já nada pode ser feito;

Passo 2

Retirar a bateria, abrir todos os dispositivos, remover tampas, cartões, e tudo que possa ser retirado ou aberto para secar melhor. (por exemplo, cartão SIM, cartão de memoria, etc.);

Passo 3

Agora que já retirou a bateria e o cartão SIM, seque o aparelho e os seus acessórios imediatamente. Pode usar papel absorvente ou um pano macio. Se tiver à mão, utilize um compressor de ar ou aspirador de pó para retirar a maior parte da humidade.

Importante: nunca usar secador de cabelo ou algum tipo de máquina que provoque aquecimento ao aparelho, pois ele pode danificar os circuitos por completo;

Passo 4

Agora que já tirou toda a água visível, o ideal é que use algo que tire a humidade por completo. A escolha mais simples é arroz cru. Encha uma tigela até uma altura que o aparelho não fique visível. Insira o aparelho no interior do arroz e mude-o de posição algumas vezes (por exemplo de 6 em 6 horas), e deixe-o ficar no interior do arroz, pelo menos 24 horas.

Se estiver preocupado com o pó do arroz, outra alternativa é o gel de sílica. Mas nem sempre os temos em casa, em quantidade suficiente, e o ideal aqui é ser o mais rápido possível. Químicos para retirar a humidade dos armários também funcionam, tal como o carvão. Mas claramente o melhor e que causa menos dano ao telefone, é o arroz;

Passo 5

No dia seguinte, retire o aparelho da tigela e enrole-o em papel higiénico ou algo que absorva água para que consiga visualizar a humidade. Deixe-o lá de quatro a seis horas. Passado o período, se onde ele ficou, apresentar sinais de água, repete novamente o processo a partir do passo 3;

Passo 6

Certo de que não haja mais nenhuma espécie de água, chegou a hora de testar o telefone. Coloque a bateria, (sem colocar o cartão SIM ou outros itens e tente liga-lo);

Se ele ligar?

Ótimo, desligue-o, insira o cartão SIM, e ligue-o novamente. Continua a ligar? Melhor ainda, insira agora tudo o resto e em princípio, já se safou.

Se ele não ligar?

Ligue-o com o carregador mas sem bateria. Se isso funcionar, provavelmente vai precisar de comprar uma bateria nova, pois este é o item mais provável de apresentar defeitos devido ao curto-circuito realizado quando o aparelho caiu na água.

Se nada funcionar, infelizmente vai ter de levar o seu aparelho a um técnico especializado.

Espero que estas dicas o possam ajudar a resolver este problema tão frequente.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter