Anuncie connosco
Pub
Opinião
João Alexandre – Músico e Autor
João Alexandre
Músico e Autor

Ninho de Cucos

DELA MARMY - NOVO VALOR DA MÚSICA PORTUGUESA

5 de junho de 2020
Partilhar

Dela Marmy é o projeto em nome próprio de Joana Sequeira Duarte (ex- The Happy Mess). A artista tem desenvolvido o seu trabalho no cruzamento interdisciplinar entre a Música e Performance. Em 2017 participou no Festival da Canção, com a autoria da letra “My Paradise” para a composição de Toli César Machado (GNR) e interpretação de David Gomes.

Dela Marmy estreou-se em 2019 com os singles “Empty Place”, “Stellar”, “Mari Wolf” e “Secretly Here”, que viriam a resultar num primeiro EP Dela Marmy (edição exclusiva em vinil), com passagem pelas rádios Antena 3, TSF, Radar e SBSR.Fm, entre outras.

Já no presente ano a artista lançou o álbum Captured Fantasy pela editora KPRecords*KillPerfection, que se encontra disponível nas diversas plataformas digitais.

A produção do segundo trabalho ficou a cargo de Charlie Francis, versátil e experiente músico/produtor inglês, que, ao longo dos seus 30 anos de carreira, tem trabalhado com bandas e artistas internacionais, entre os quais Manic Street Preachers, R.E.M., Kaiser Chiefs, The High Llamas, Toyah, Robyn Hitchock. Fruto desta colaboração, à qual se juntou Nuno Roque, conceituado engenheiro de som do panorama nacional, Joana percebe que tem em mãos um álbum de maior maturidade e consistência, ainda assim, sem prescindir da ingenuidade intrínseca às suas composições.

Captured Fantasy é composto por cinco temas. Cada um deles é uma pequena viagem que nos pede tempo, por não serem óbvios. É um disco atento aos detalhes, às pequenas coisas, às pequenas histórias. Atento às margens, ao marginal. Que apetece fazer voar e fazer pensar. Paradoxalmente intimista e universal.

Neste novo trabalho Joana convidou a escritora e poetisa Raquel Serejo Martins para a letra de “Flying Fishes” – tema de abertura do EP – e o lyricist galês TYTUN para participação no introspectivo “Take Me Back Home”. Os músicos que a acompanharam em estúdio são Vasco Magalhães (bateria), Tiago Brito, Steven Goundrey (guitarras) e o próprio Francis (baixo).

O teledisco de “Not Real”, single de antecipação, foi realizado pela Casota Collective (elementos dos First Breath After Coma). O colectivo leiriense reflecte sobre a certeza que se tem do que é real, abordando também a percepção individual do outro. Viver numa fantasia/realidade que não é reconhecida, passar e pisar o limite dos padrões sociais, estender e contornar as fronteiras do real, inventar, sugerir e arquitetar horizontes mais amplos à vida, inevitavelmente finita.

Todas as imagens, onde se incluem as capas do EP e single, são concebidas em colaboração com os artistas JAS, Alípio Padilha e Filipa Areias – pintura, fotografia e design, respetivamente.

O mais recente EP de Dela Marmy devolve-nos as sensações etéreas, melódicas e esbatidas do anterior trabalho – características que frequentemente associamos ao Dream Pop – ao mesmo tempo que torna proeminente uma outra forma de linguagem, depurada e obscura.

Dela Marmy, um novo valor da música portuguesa a descobrir.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter