Anuncie connosco
Pub
Opinião
Cristina Fialho – Chefe de redação
Cristina Fialho
Chefe de redação

Editorial

Loures Vaidoso

5 de outubro de 2018
Partilhar

Concelho de Loures, de gente despretensiosa, é um concelho que se orgulha e se envaidece do seu talento.

E com toda a razão.

É a vasta área (o quinto maior concelho do país), que vai de cidades urbanas e sofisticadas a áreas rurais e com grande riqueza paisagística.
É o vinho, é o queijo, é o festival do caracol, o Carnaval, a feira do mel, a feira dos animais, a reconstrução histórica setecentista, as escavações arqueológicas e a riqueza arquitetónica que se impõe em cada freguesia, com igrejas, palacetes, aquedutos, a Quinta da Granja, entre outros.

Não é por acaso que os Lourenses primam pela arte de bem-receber.
Toda esta hospitalidade vem de um reconhecimento de estarmos numa terra que se presta ao lazer, ao turismo, às visitas demoradas e ao bem estar, ao saber viver, ao “viver bem”.
Onde o comércio tradicional se alia às comodidades mais modernas, onde a construção tem qualidade e os bairros são seguros, onde a cultura e a arte são investidos e divulgados, onde o desporto tem adeptos e bons (muito bons) atletas.

Onde os prémios internacionais ganham lugar pelo esforço e dedicação das equipas.
Há boas escolas, há bons transportes e um governo que luta por melhores escolas e melhores transportes.

Há recursos, bombeiros, hospital, policiamento, serviços de apoio 24h.
Há a política da boa vizinhança e o tão bonito amor ao próximo.

Loures é um concelho humilde e vaidoso, e se achava que estas duas características não poderiam coexistir, dê um passeio pelo parque, interaja com as pessoas e veja como elas tão bem tratam a sua terra e como tão bem recebem quem por lá passa.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter