Anuncie connosco
Pub
Opinião
Convidados –
Convidados

Cristina Fialho

A época de incêndios, a eutanásia e o Mundial de Futebol

6 de junho de 2018
Partilhar

À data de fecho deste jornal temos um Governo a dizer não à Eutanásia, um campeonato do Mundo mesmo à porta e um país que afirma que “está a chegar a época dos incêndios”. Como se se tratasse de uma certeza incómoda como “a época das chuva”, ou da “uva mijona”. Como se não tivéssemos outro remédio senão aceitar este um-mês-ou-dois.

Ainda nos dói a tragédia do ano passado (e dos anos anteriores, que não foram noticiados com tanto afinco). Este ano o Estado exige que se limpe a mata em torno das casas e estradas sob pena de pesadas multas, multas essas que já começou a cobrar.

Ao escrever o artigo deste número “Loures, onde estão as crianças?”, deparei-me com o estudo das faixas etárias e da distribuição da demografia do nosso concelho. Somos um concelho envelhecido, especialmente nas áreas mais rurais, precisamente nas áreas em que é preciso “limpar a mata em torno das casas e estradas”.
Terão estas pessoas condições económicas (ou de saúde, ou tecnológicas) para efetuar esta exigência tão necessária ao nosso país?

Em caso negativo, terão estas pessoas condições para pagar as multas pesadas a um Estado que não quer o país em chamas mas que não investe na prevenção?
Passar multas não é prevenir.

Queremos um país com melhores condições para o fim de vida, queremos os nossos velhinhos a limpar os seus terrenos que muitas vezes são o seu sustento, queremos um país que multa quem não consegue cumprir esta premissa…

Fica o apelo à consciencialização das limitações da população.
Entretanto, vamos mas é ver a bola que isto vai encher de turistas!

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter