Anuncie connosco
Pub
Notícias | Saúde

Estilo de Vida

Benefícios da Atividade Física

6 de agosto de 2016
Partilhar

No século XXI tem-se assistido a uma alteração significativa dos estilos de vida, nomeadamente na alimentação e na prática de atividade física, com o consequente aumento da prevalência da obesidade e das doenças associadas – diabetes, doenças cardiovasculares, cancro, nomeadamente da mama, cólon e reto e doenças respiratórias crónicas.

A nível mundial, mais de 60% dos adultos não praticam atividade física regular, sendo o sedentarismo mais prevalente nas mulheres, nos idosos e nos grupos socioeconómicos mais baixos. Estima-se que o sedentarismo seja responsável por quase dois milhões de mortes a nível mundial.

A atividade física regular apresenta inúmeros benefícios a nível físico, mental e social em toda a população, desde a infância à idade geriátrica, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2 e alguns cancros. Estas vantagens são mediadas através dos efeitos no metabolismo da glicose e das gorduras e na redução da tensão arterial. O exercício físico pode ainda fortalecer o sistema músculo-esquelético, prevenir a osteoporose e as dores articulares e ajudar no controle de peso.

A nível psicológico, reduz os sintomas de stress, ansiedade e depressão, ajudando ainda a controlar comportamentos de risco (tabagismo, alcoolismo, alimentação não saudável e violência) e promovendo um melhor desempenho académico, especialmente em crianças e adolescentes. Além disso, no caso de doentes debilitados, melhoram em muito o estado de espírito, não só do doente, mas também do cuidador.

A atividade física é benéfica mesmo quando iniciada numa idade mais avançada. No caso dos idosos, melhora a qualidade de vida e a independência, promovendo a força, o equilíbrio, a coordenação, a flexibilidade, a resistência, a saúde mental, o controle motor e a função cognitiva. As caminhadas e as atividades em grupo permitem também contacto social, contribuindo para a redução dos sentimentos de solidão e exclusão social e aumentando a autoestima e a autoconfiança.

Geralmente são necessários, pelo menos, 30 minutos de atividade física moderada diária para a obtenção destes benefícios. No entanto, é aconselhável adaptar a atividade às condições físicas e sociais de cada um e aumentar progressivamente a intensidade da mesma. São recomendados principalmente exercícios de resistência, que aumentam a frequência cardíaca e respiratória, assim como os exercícios que promovem a força muscular, o equilíbrio e a flexibilidade.

A prática regular de exercício físico pode aumentar a esperança média de vida em 3 a 5 anos. Muitas vezes, quando os idosos perdem a capacidade para realizarem tarefas autonomamente, tal não acontece devido ao envelhecimento por si só, mas porque não são ativos. A falta de atividade física pode levar a mais visitas ao médico, mais hospitalizações e mais uso de medicamentos.

Alguns estudos sugerem que o exercício físico pode ter um papel importante na diminuição do risco da doença de Alzheimer e no declínio cognitivo associado à idade. Foi provado que o exercício aumenta o número de pequenos vasos sanguíneos que nutrem o cérebro e o número de conexões entre as células nervosas. Além disso, aumenta o nível de uma proteína numa área do cérebro importante para a memória e aprendizagem. A atividade física pode ainda estimular a capacidade do cérebro para manter as conexões nervosas já existentes e a formar novas, com vista a um desenvolvimento cognitivo mais saudável. Por exemplo, um idoso que faz caminhadas de 40 minutos diariamente, ou que faz exercícios de alongamentos, tem uma maior probabilidade de ser pró-ativo, planear o futuro, recordar eventos passados e de planear e organizar tarefas, como cozinhar uma refeição. Deste modo, todas as pessoas devem fazer atividade física regular, independentemente da idade, com vista a um bem-estar físico, psíquico e social. É relevante não esquecer a importância do uso de calçado e vestuário apropriados e a ingestão de água, para evitar a desidratação.

Unidade de Saúde Pública

Ana Sofia Rodrigues Interna do Ano Comum

Melissa French Interna do Ano Comum

Sara Anacleto Interna do Ano Comum

Elvira Martins – Delegada de Saúde Coordenadora

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter