Anuncie connosco
Pub
Notícias | Atualidade

Bombeiros de Loures contestam

Bombeiros na Assembleia da República

13 de julho de 2017
Partilhar

No dia 22 de junho, elementos das sete corporações de bombeiros do concelho de Loures, acompanhados do Presidente da edilidade, deslocaram-se à Assembleia da República, onde foram recebidos em audiência, pela Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias.
No início da audiência, que foi solicitada pelo Município, Bernardino Soares fez o resumo das principais questões do caderno reivindicativo, dirigido à administração central, elaborado pelas associações de bombeiros do concelho de Loures, que reflete os problemas de muitas associações em todo o País.
A lei do financiamento e os consequentes cortes nos apoios a muitas das associações de bombeiros, a inexistência de apoio para a aquisição de viaturas pesadas e a revisão dos incentivos de apoio ao voluntariado foram as principais questões apresentadas aos deputados da Comissão.
Carlos Monserrate alertou para o financiamento proveniente do Governo, que tem vindo a descer, dando como exemplo os 900 mil euros que, em conjunto, todas as corporações do Concelho recebem, cuja origem é o Estado, em contrapartida, com o um milhão e 800 mil euros que é subsidiado pela Câmara Municipal. Prosseguindo, o Presidente da Associação Humanitária de Bombeiros de Loures, alertou que, ano após ano, o desinvestimento tem sido sentido e quem irá sofrer essa queda de apoios é a população, não porque os bombeiros não continuem a dar tudo aquilo que lhes é possível, mas porque há escassez de meios.
Nesta audiência também usaram da palavra os comandantes das corporações de bombeiros de Loures e Bucelas, Ângelo Simões e Rui Máximo Santos, respetivamente, que apresentaram as suas questões e responderam às que foram colocadas pelos deputados.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter