Anuncie connosco
Pub
Opinião
Pedro Santos Pereira – Director
Pedro Santos Pereira
Director

Crónicas Saloias

Sugestões

6 de março de 2017
Partilhar

Como nem só de críticas vive o homem, sejam elas positivas ou negativas, hoje decidi fazer duas sugestões.
Durantes as várias viagens, que vou fazendo no Concelho, deparei-me com uma situação transversal a todas estas deslocações. Sempre que passo por um complexo desportivo, que pertence a um clube ou associação, reparo que durante o dia, até por volta das 18 horas, eles se encontram desprovidos da sua essência, ou seja de pessoas a praticarem desporto. Em contraponto a partir dessa hora é um “engarrafamento” de jovens e adultos a ocuparem esses espaços desportivos.
O que me transtorna é o seguinte: se com os adultos pouco há a fazer, pois os horários de trabalho não se compadecem com a ausência de pessoas nos parques desportivos, já com as crianças e os jovens poderia ser diferente. Para quando, num esforço concertado entre o Município, os clubes e os agrupamentos escolares, a criação de turmas de alunos que pratiquem desporto federado? Arranjar horários para que os campos ou pavilhões tenho um uso mais equilibrado, libertando crianças e jovens de horários mais tardios e proporcionando-lhes um maior contacto com a família.
Bem sei que não basta Município e escolas quererem para que tudo aconteça pois, em vários casos, serão também necessários transportes e treinadores com horário disponível. Mas tendo em conta que a Câmara tem autocarros próprios, assim como muitos clubes, um primeiro passo podia ser dado. Na segunda questão, a dos treinadores, sabemos que parte deles são professores de educação física, com horários e intervalos diferentes do normal expediente. Bastava que dois escalões por clube pudessem treinar de manhã ou ao início da tarde, para libertam os recintos desportivos do stress habitual de fim de tarde.
Sei que não é sugestão fácil de implementar, mas tenho a certeza que com o compromisso de todos os agentes é possível.
Por último, e ainda relacionado com o desporto, para quando um alargamento do número de modalidades praticadas no Concelho?
Bem sei que os clubes passam dificuldades, mas para quando o envolvimento dos estabelecimentos de ensino na prática desportiva federada? Não no futebol, no futsal, na natação e na ginástica, que aí há clubes suficientes para os jovens do nosso Município, mas nas outras modalidades, menos procuradas e que criam um vazio às crianças e jovens que as pretendam praticar no concelho de Loures. A exemplo do que acontece por esse País fora, principalmente no andebol, basquetebol e voleibol, onde várias escolas representam de forma condigna a sua localidade. Olheiros já existem, os professores de educação física das nossas escolas, depois é só encaminharem os alunos para as modalidades que mais gosto e jeito têm. Seria uma boa forma de aumentar o nível desportivo concelhio e uma forma de manter as crianças e jovens a praticar a sua modalidade dentro do Concelho. Bastaria que cada agrupamento de escolas tivesse uma modalidade e, seguramente, que prestávamos um bom serviço à população.
Ficam aqui as sugestões.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter