Anuncie connosco
Pub
Opinião
Pedro Santos Pereira – Director
Pedro Santos Pereira
Director

Crónicas Saloias

Heróis e Heroínas

6 de março de 2018
Partilhar

Vários são os motivos de orgulho nesta edição do NL. A Plano Humano, atelier de arquitectura, como já foi noticiado em edições anteriores, foi distinguida por esse mundo fora, tornando-se uma referência numa arte em que Portugal tem profissionais de excelência. Falamos muitas vezes de Cristiano Ronaldo, Figo ou Eusébio, e bem, que alcançaram bolas de ouro, mas esquecemo-nos de Siza Vieira ou Souto Moura que, mercê do seu desempenho profissional, já foram distinguidos pelo prémio Pritzker, um género de bola de ouro na arquitectura. Pedro Ferreira e Helena Vieira ainda não chegaram a esse patamar, mas conseguiram colocar nas bocas do mundo o Centro Pastoral de Moscavide, uma obra no Concelho desenhada por dois munícipes de Loures. Acreditamos que as suas distinções não vão ficar por aqui, desejando que mais projectos desenvolvam na nossa terra.

Também Rodrigo Moreira, ortopedista de profissão, representou o Concelho no último campeonato europeu de futsal, onde desempenha as funções de responsável clínico. Um torneio que terminou, pela primeira vez, com a vitória lusa, dando-lhe a possibilidade de celebrar o primeiro grande título internacional na sua modalidade de excelência, um feito assinalável deste ex-cronista do Notícias de Loures.
Mas, felizmente, há mais. Também a Artelier?, uma companhia de teatro sedeada no Concelho, provinda da Portela da Azóia, está em destaque. Nuno Paulino, seu director, foi convidado a estar presente no Burning Man, um festival de referência no mundo artístico alternativo, que decorre nos Estados Unidos e onde nunca uma companhia portuguesa marcou presença. Um reconhecimento justo, de uma Companhia que tem percorrido um caminho digno de orgulho.

Uma nota de destaque também para o Carnaval de Loures que, ano após ano, continua a ser um evento de referência no plano nacional, conseguindo atrair mais de 100 mil pessoas.

Outro dos motivos de orgulho prende-se com a CREACIL que, apesar de não ter um reconhecimento mediático nacional e internacional relevante, tem desenvolvido um excelente trabalho no Município, auxiliando cuidadores de jovens e adultos com deficiência intelectual e multideficiência.

Para terminar, uma nota pessoal para o Dia da Mulher que se celebra em Março, mais propriamente no dia 8. Não porque a Mulher se resuma a um dia, longe disso, mas para que este dia sirva de alavanca até ao próximo ano e assim sucessivamente. Nesta edição já foram referenciadas, directa ou indirectamente, várias mulheres, casos de Helena Vieira da Plano Humano ou Carla Coelho da CREACIL, mas todos nós temos referências femininas. Eu tenho três. Uma desde o início e que se prolongará para a eternidade. Outra pouco depois do início e cujo desfecho também será eterno. E, por último, mas não menos importante, alguém que entrou a meio (espero eu que esteja a meio da minha existência), mas para a qual desejo que perdure indefinidamente pelos confins da imortalidade.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter