Anuncie connosco
Pub
Opinião
Patrícia Duarte e Silva – Psicóloga Clínica
Patrícia Duarte e Silva
Psicóloga Clínica

A opinião da psicóloga Patrícia Duarte e Silva

Recrie tradições e crie novas histórias!

10 de abril de 2018
Partilhar

Festas como o Carnaval, Páscoa e Natal obedecem a tradições sociais.

Porque não cada família acrescentar-lhes os seus próprios rituais?

No Carnaval, pode-se pedir ajuda às crianças para criar fatos e mascaras. Ou pedir-lhes, com alguma antecedência, que comecem a guardar bocadinhos de papel, para fazer confettis.

Na Páscoa, sobre a mesa, poderão colocar-se ovos pintados à mão.

E em relação aos de chocolate, porque não esconde-los e fazer as crianças procurá-los numa autêntica caça ao tesouro?

Tem alguma receita familiar especial para comemorar o Natal que as crianças tenham prazer em preparar consigo? Poderão decidir que, doravante, todas as coroas que decoram a casa durante as festas serão feitas de pipocas enfiadas num fio e confecionadas pelas próprias.

Podem criar situações divertidas para os aniversários, como instaurar a tradição de passarem o dia com o aniversariante, num dia feito à sua medida.

Porque não aproveitar todas as ocasiões possíveis para festejar: a primeira vez que a criança usa o bacio, que ata os atacadores, o primeiro dia de férias?

Festejar para sublinhar um acontecimento agradável e obter prazer contribui para ligar os vários membros de uma família entre si.

As brincadeiras em família permitem criar uma maior proximidade nas relações pais/filhos. Por outro lado, o brincar também pode constituir-se como uma excelente forma de aprendizagem, quer para a criança, quer para os pais. Além do mais, é com muita alegria que as crianças veem os seus pais envolvidos nas suas brincadeiras, o que promove a confiança em si próprias e valoriza a sua autoestima.

Salienta-se que através destas pequenas celebrações, os pais despendem algum tempo com as suas crianças, sem a presença da televisão ou outro tipo de elementos distratores do género, reforçando a ideia de que a qualidade desse tempo de interação com a criança se sobrepõe à quantidade de tempo passado junto dela.

Os pais têm profissões cada vez mais exigentes e as crianças parecem ser cada vez mais exigentes também. Não existem regras mágicas ou soluções milagrosas, mas algumas ideias diferentes podem ajudar a transformar um dia potencialmente caótico em algo mais agradável.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter