Anuncie connosco
Pub
Notícias | Social

Em S. João da Talha, Santa Iria de Azóia e Bobadela

Todos temos ideias, todos merecemos uma voz

24 de maio de 2017
Partilhar

Desde estudantes a empreendedores, passando por grupos de voluntariado, muitas foram as pessoas que pisaram a palete da Ignite Portugal no Mercado de Vale Figueira em São João da Talha.
A ideia, como explicou o Presidente da Junta de Freguesia, Nuno Leitão, nasceu da vontade de «perceber de que forma podemos ir ao encontro das pessoas, ouvir as pessoas», pois, como defende, é importante conhecer os cidadãos e que estes se conheçam entre si, até porque, na sua opinião, «o desenvolvimento do território passa por dar a devida importância a quem se encontra no mesmo». Assim, o objetivo é criar oportunidades para as pessoas e aproveitar o potencial que se encontra na freguesia.
Como explicita Nuno Leitão, este projeto terá três fases e duas ainda estão por vir: a Feira de Emprego e Mentoring, no dia 18 de maio; e o Open Day, que decorrerá entre maio e junho e pretende que «as empresas abram às portas à comunidade».

Ignite

A primeira fase decorreu, portanto, no dia 28 de abril e pretendeu ser «um salto para o empreendedorismo e para a empregabilidade», tendo contado com o apoio da Ignite Portugal. A Ignite, explicitou a representante Inês Murteiro, é uma associação sem fins lucrativos que existe desde 2009 e «tem como grande objetivo dar voz e palco, ou melhor palete, que é o que nós usamos, aos talentos de Portugal», tendo por base a ideia de que «a inspiração pode vir de qualquer lado, logo, qualquer pessoa pode ter uma história para contar». Foram convidados pela Junta de Freguesia, para que as pessoas da mesma área apresentassem as suas ideias e a adesão foi grande: «as vagas para oradores foram completamente preenchidas», concluiu a representante.

 

WebRadio

José Movilha foi um dos que entrou nesta aventura e utilizou este dia para dar a conhecer e inaugurar, oficialmente, o seu projeto WebRadio. Maturado durante algum tempo e contando com o apoio da Academia Sénior, onde José é professor, desenvolveu o projeto que tem como objetivo a difusão radiofónica através da internet e conta, atualmente, com uma equipa de seis de pessoas. Quando questionado acerca da recetividade por parte da população, este senhor da rádio e das novas tecnologias, não tem dúvidas: «as pessoas estão ansiosas e com muito interesse, já havia muita gente a perguntar quando ia para o ar, e escolhemos o dia de hoje, com o Ignite, o que faz todo o sentido», refere.

Escolinha de Rugby

Outra iniciativa apresentada, e já implantada desde 2011, foi a da Escolinha de Rugby, pela voz de Elisabete Machado. Este trata-se de um projeto social e desportivo direcionado para crianças oriundas de famílias e de meios sociais fragilizados, sendo «o único projeto em Loures que promove a atividade física de forma gratuita, dando a possibilidade às crianças de praticar desporto, independentemente dos recursos económicos», explica a fundadora. Atualmente contam com cerca de 50 crianças, com idades compreendidas entre os 5 e os 17 anos, o campo onde treinam é cedido de forma gratuita e contam apenas com o apoio de voluntários. No entanto, existem algumas necessidades para poderem cumprir totalmente os seus objetivos: «falta-nos a aquisição de uma carrinha de nove lugares, para levarmos as crianças a torneios mais distantes e precisamos de uma sede», afirmou Elisabete Machado, que espera ter levado a sua missão mais longe ao participar nesta iniciativa.

Refood Loures Tejo

André Romano também decidiu abraçar esta oportunidade e expôs o projeto Refood Loures Tejo à comunidade, para despertar o interesse, assim como a vontade de colaborar. O objetivo é, por um lado, combater o desperdício de alimentos e, por outro, lutar contra a necessidade alimentar. Neste momento, possuem já «um grupo coeso de voluntários», mas ainda é necessário «um espaço físico onde possamos abrir o centro de operações», refere André, que espera que «no final do ano o projeto já esteja a funcionar».
Foi assim que se partilharam ideias, iniciativas e projetos, vindos de pessoas com idades, perspetivas e vidas distintas, experienciando-se, assim, o verdadeiro sentido de comunidade.

Diana Martins

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter