Anuncie connosco
Pub
Notícias | Social

Foi no passado dia 26 de julho, pelas 21 horas, junto aos Paços do Concelho

Homenagem aos que deixam a sua marca

7 de agosto de 2018
Partilhar

Foi no passado dia 26 de julho, pelas 21 horas, junto aos Paços do Concelho, que se deu lugar à habitual cerimónia de condecorações municipais de 2018, evento organizado pela Câmara Municipal de Loures por ocasião do seu 132º aniversário, para atribuição das medalhas de honra, de mérito e de “serviços distintos”, a pessoas e entidades que se destacaram pela sua dedicação e empenho e contribuíram para o desenvolvimento ou divulgação do Concelho, onde se incluiu o fundador deste Jornal, Pedro Santos Pereira.

Medalha Municipal de Serviços Distintos

Carlos António Farinha

Trabalhador da Câmara Municipal de Loures desde 1988, desempenhou funções de operador de máquinas, tendo-se destacado pela capacidade de trabalho, conhecimentos técnicos, disponibilidade para colaborar, partilhar, aconselhar e ensinar, o que o levou ao Parque de Máquinas e Viaturas Pesadas da Câmara, como encarregado.

Foram anos de intenso contacto e articulação com todos os serviços operacionais do Município, Juntas de Freguesia e muitas outras instituições, com resultados, traduzidos em trabalho e obra, que marcaram a evolução do Concelho.

 Medalha de Honra do Concelho

Associação Empresarial de Comércio e Serviços dos Concelhos de Loures e Odivelas (AECSCLO)

Iniciando trabalhos em 1943, pela mão de um pequeno grupo de comerciantes de Loures e arredores, originou o “Grémio do Comércio do Concelho de Loures”, mas foi em 1975 que deu origem a uma associação do concelho de Loures, que inclui Odivelas, face à separação deste último Concelho, bem como ao alargamento a outros setores de atividade.

Como associação de direito privado sem fins lucrativos, tem como principal objetivo, defender e representar os interesses dos seus associados e contribuir para o desenvolvimento harmonioso do comércio e serviços dos dois Concelhos. Para tal, assegura assistência jurídica, técnica e de direito fiscal, para assuntos referentes à sua atividade comercial ou que com ela se relacionem, bem como promove a criação de serviços de interesse comum para os sócios, tais como consultoria jurídica e formação profissional.

Coopera em todas as atividades e iniciativas ligadas ao desenvolvimento económico local, na sua estreita ligação e parceria com o Município de Loures.

Francisco Manuel Adão Inocêncio

 Tendo comemorado em julho passado, 25 anos de sacerdócio, foi esta a data escolhida para prestar homenagem ao empenhado Padre, pela dedicação à igreja e à comunidade.

Esteve ao serviço das paróquias de Fanhões, Santo Antão do Tojal e São Julião do Tojal, Lousa e Loures, atividade marcadamente ligada à vida e história do Concelho.

Não se limitou às funções básicas. Celebrou batismos e matrimónios, acompanhou cerimónias fúnebres, catequeses, criou e acompanhou grupos de apoio social aos mais desfavorecidos, doentes e idosos, dinamizou variados festejos e celebrações e até fundou, em 2010, um agrupamento de escuteiros em Loures, que muito contribui para o crescimento e educação de crianças e adolescentes, bem como para a segurança e salvaguarda do ambiente.

É, de facto, preciso mérito e talento para criar laços entre a população, o que só se consegue através da proximidade com as comunidades.

José Maria Roque Lino

Licenciou-se em Direito, exerceu advocacia, aderiu à Associação Socialista Portuguesa, participou na reunião fundadora do Partido Socialista na Alemanha, colaborou com conhecidos Jornais, foi secretário de estado da comunicação social, deputado da Assembleia da República, vereador e depois deputado da Assembleia Municipal de Loures e membro de diversas comissões, com o intuito de promoção de liberdade, como fez ao apresentar a tese “Liberdade Religiosa” no 3.º Congresso da Oposição Democrática de Aveiro.

Descrito como um exemplo de perseverança na luta pela liberdade e democracia no nosso país e um exemplo para todos os cidadãos, nasceu em Castelo Branco em 1938, tendo falecido em novembro de 2017, pelo que a sua homenagem foi feita a título póstumo, tendo a medalha sido entregue à viúva, Maria Fernanda Roque Lino.

Medalha Municipal de Mérito

Centro Social Paroquial de S. Pedro de Lousa

Criado em 1985, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), com personalidade jurídica no foro canónico e civil, pertencente à Paróquia de S. Pedro de Lousa.

A sua atividade tem gerado diversos benefícios para a comunidade de Lousa e contribuído, de forma decisiva, para a melhoria da qualidade de vida da população desta freguesia. Ao centro de atividades de tempos livres, ao serviço de apoio domiciliário e de centro de dia, acresce a distribuição de bens. Pretendendo cultivar nos paroquianos a noção das suas responsabilidades sociais, motiva-os para a partilha e ajuda-os a dar resposta às carências existentes, mediante ações desenvolvidas para o efeito.

Manuel João Marreiros

Nascido em 1947 em Aljezur, cedo rumou a Lisboa em busca de uma vida melhor. Começou como fiel de armazém, avançou para a área comercial e, em 1978, abriu a Elpor, tornando-se líder de mercado na comercialização, conceção, desenvolvimento e distribuição de material elétrico. Talvez para isso também contribua, ser o primeiro a chegar e o último a sair da empresa, exemplo para os cem trabalhadores que emprega.

Grupo Recreativo de Cabeço de Montachique

Comemorando, este ano, o seu centésimo aniversário, este grupo desenvolve atividades variadas, de entre elas, os torneios de sueca, de chinquilho ou de matraquilhos, bem como o futebol, o ciclismo e os bailes. Recentemente, desenvolveu a ginástica, o hip-hop, o coro infantil e as aulas de guitarra, dinamizando, também, caminhadas, passeios de carros antigos e sessões de cinema para crianças. Com lugar de destaque na festa em honra da Nª Sr.ª do Livramento, desenvolveu, igualmente, uma escola de música e a banda filarmónica da freguesia de Lousa.

Paulo Jorge Nogueira Torcato

Nascido na Venezuela em 1962, é aos 14 anos que a sua residência se transfere para a União de Freguesias de Sacavém e Prior Velho.

Licencia-se em Engenharia Electrónica e Telecomunicações e, em virtude da sua excelência académica é desafiado a iniciar uma nova licenciatura em Matemática Aplicada, frequentando, também, o mestrado em Educação. Na qualidade de docente, lecionou em diversas escolas e institutos, destacando-se a Escola Secundária da Portela (Arco-Íris) onde, também, coordenou um grupo disciplinar de informática. É formador acreditado, cooperou com o Hospital de Santa Maria através da robótica e integra a lista da Microsoft Innovative Educater Expert, sendo considerado um dos professores mais inovadores do mundo. Embaixador do projeto Scientix em Portugal e participante do projeto “O Robot Ajuda”, foi convidado a participar no TEDxLisboa, em 2015. Recebeu inúmeros prémios, destacando-se os do “Ensino, Formação e Apoio à Educação” na Gala do Notícias de Loures em 2017 e, o prémio “Champion” na categoria “E-Science”, atribuído pela ONU este ano, tendo sido homenageado por outras organizações.

Trabalha em prol de uma escola mais inclusiva, de abordagem multidisciplinar, de alternativas, como agente catalisador de uma sociedade em plena mudança, mérito que lhe é conferido pelo empenho.

Maria da Conceição Jesus Pereira

Nascida em Moscavide em 1961, cedo se dedicou a provas desportivas iniciadas no clube de Olivais Sul. Após um interregno de 19 anos, que se deveu ao nascimento da filha, regressou em força ao atletismo no clube de Vale Figueira, tendo obtido excelentes classificações em provas nacionais e internacionais, tendo sido consagrada campeã por diversas vezes, de entre elas, da europa, na Dinamarca em 2017.

Pedro Miguel dos Santos Pereira

Nascido no último dia do ano de 1974, em Lisboa, cedo sentiu que a sua vida teria um sentido, daqueles que só gente grande consegue ver.

Comprometido com a comunidade que o viu crescer na Portela, a sua profundidade, sentido de missão e justiça social, demonstravam-se por palavras mas era através dos atos que o comprovava.

Aquele a que muitos chamavam “O Herói”, foi acólito ao longo de dez anos, ao mesmo tempo que jogava futebol, uma paixão que teve que abandonar, com tristeza, após uma lesão. Mais tarde, passou a ensinar o que sabia a adolescentes, como treinador credenciado de futsal, em diversos clubes.

Apesar da sua formação ser em psicologia, foi na escrita e na comunicação que encontrou a forma de fazer a sua parte, naquilo a que chamamos de “mudar o mundo”.

Jornalista de profissão, transparente e isento de quaisquer poderes, assumiu, por vezes em simultâneo, as funções de chefe de redação do jornal “Notícias da Portela”, editor de desporto do “Notícias do Parque”, diretor do sítio e da revista “Vantagem Numérica Magazine”, e diretor editorial do jornal “Notícias de Moscavide e Portela”. Contudo, foi através do “Notícias de Loures”, do qual foi fundador e diretor editorial, que a maioria das pessoas do Concelho o ficou a conhecer.

Com um brilho nos olhos típico de um coração sem limites, foi-se embora aos 43 anos, no passado mês de março, num momento em que se sentia “infinitamente feliz”, como dizia. De forma súbita e demasiado cedo, deixa um vazio que ninguém conseguirá ocupar, num projeto de vida interrompido, para quem tinha tudo para viver, tudo para realizar e tanto para dar, relembrando-nos o verdadeiro valor da saúde e da vida e, da importância de a fazermos valer a pena.

A medalha foi recebida pela sua mãe, Maria de Fátima Santos Pereira, cuja dor só uma mãe pode entender.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter