Anuncie connosco
Pub
Notícias | Saúde

Estilo de Vida

Tabaco – Tome uma decisão Informada!

3 de setembro de 2016
Partilhar

Nos países desenvolvidos, o consumo de tabaco é a principal causa de doença e morte evitáveis, sendo responsável por 20% do total de mortes verificadas anualmente.

Em Portugal, morrem por ano mais de 11 500 pessoas devido a doenças provocadas pelo tabaco, o que representa cerca de 32 óbitos por dia.

No nosso País, 1 em cada 10 mortes estão associadas ao tabaco.

O consumo do tabaco rapidamente se transforma numa dependência, que é provocada por uma droga psicoativa – a nicotina – presente na folha do tabaco. Para além disso, o fumo do tabaco contém mais de quarenta substâncias cancerígenas.

Mais de 80% do fumo produzido pelo tabaco é invisível. Ou seja, propaga-se no ambiente sem que ninguém perceba, o que o torna particularmente perigoso. Muitos dos poluentes do fumo do tabaco depositam-se nas paredes, tapetes, roupas e brinquedos, permanecendo ativos, durante algumas horas, ou até mesmo dias.

Sou fumador.

Que perigos corro?

Está confirmada a associação entre o consumo de tabaco e um maior risco de desenvolver numerosas doenças, principalmente cancro.

• Cancro: O tabaco é responsável por um terço de todos os cancros (incluindo língua, faringe, bexiga, rim, esófago, estômago, pâncreas, útero) e por 90% dos cancros do pulmão.

• Problemas respiratórios: O fumo causa irritação das vias aéreas superiores e aumenta o risco de patologias respiratórias crónicas como bronquite, enfisema e asma.

• Doenças cardiovasculares: Os fumadores têm um aumento do risco de doenças do aparelho circulatório, como doença isquémica cardíaca (por exemplo enfarte agudo do miocárdio, vulgo ataque cardíaco).

Não fumo, mas convivo com fumadores.

Estou em risco?

Os riscos para a saúde associados à exposição ao fumo do tabaco são vários e graves.

• Problemas respiratórios: Mesmo uma breve exposição pode desencadear sintomas respiratórios, incluindo irritação nasal, tosse, catarro, pieira e falta de ar. As pessoas que já sofrem de asma ou de outras doenças respiratórias são particularmente vulneráveis, devendo tomar precauções para evitar esta exposição.

• Cancro do Pulmão: Os químicos do fumo do tabaco alteram o normal funcionamento das células, favorecendo o aparecimento de cancro do pulmão, mesmo nos não-fumadores.

• Doenças cardíacas e cerebrovasculares: Os não-fumadores expostos ao fumo ambiental do tabaco têm um aumento do risco de doença cardíaca e de acidente vascular cerebral (AVC).

Aumento do risco durante a gravidez e o período pós-parto: A exposição ao fumo do tabaco é particularmente nociva para a mulher grávida e para o bebé, podendo contribuir para o baixo peso ao nascer, parto prematuro e morte precoce.

Sou fumador. Como posso proteger a minha família?

Fumar na varanda ou no terraço pode não ser suficiente para evitar a poluição do ar interior da casa.

Se parar de fumar, que benefícios imediatos posso esperar?

Gradualmente sentirá uma diminuição da tosse pela manhã, uma melhoria do paladar, do olfacto, do tom e do aspecto da pele e desaparecimento do cheiro a tabaco no hálito e na roupa.

Sentir-se-á com mais energia e melhor bem-estar geral. Além disso, vai poupar dinheiro!

E a longo-prazo?

Os fumadores que abandonam o hábito antes dos 50 anos diminuem em 50% o risco de morrerem nos 15 anos seguintes, em comparação com os que continuam a fumar.

Após 5 anos de abstinência do tabaco, o risco de cancro da cavidade oral e do esófago diminui para metade, em comparação com o verificado nas pessoas que continuam a fumar.

Após 10 anos de abstinência, o risco de cancro do pulmão diminui para cerca de metade do risco verificado nas pessoas que continuam a fumar. À medida que o tempo de abstinência aumenta, o risco vai diminuindo.

As vantagens em deixar de fumar são tanto maiores quanto mais cedo se verificar o abandono do tabaco.

No entanto, vale sempre a pena parar de fumar em qualquer idade!

Descubra algumas dicas para deixar de fumar na próxima edição do jornal, onde entrevistaremos o Dr. José Belo Vieira, responsável pela consulta de cessação tabágica do Centro de Saúde de Odivelas.

Para outros esclarecimentos consultar:

- www.dgs.pt

- Linha Saúde Pública:

808 211 311

- Consultas de cessação tabágica disponíveis em ACES Loures/Odivelas na USF Ars

Bibliografia:

- Mais vida sem tabaco, Direção Geral de Saúde, 2013

- Ame a vida não fume – Gravidez e Tabaco, Direção Geral de Saúde, 2013

- Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo (PNPCT), Direção Geral de Saúde, 2012-2016

- www.eufumotufumas.com , Eu Fumo Tu fumas, Julho 2016

Unidade de Saúde Pública – ACES Loures Odivelas. Coordenadora Elvira Martins – Médica de Saúde Pública

Autores: Ana Dias Curado, Ana Rute Marques, Inês Leão, Rita Brás (Médicas Internas do Ano Comum)

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter