Anuncie connosco
Pub
Notícias | Saúde

Partilhe a diversão, não a infeção!

PISCINAS

7 de janeiro de 2017
Partilhar

O sedentarismo é um dos principais fatores de risco para muitas patologias cardiovasculares. A prática de natação ou outros desportos aquáticos é uma excelente forma de promover a atividade física e obter benefícios para a sua saúde. As piscinas são utilizadas por uma grande variedade de pessoas de diferentes idades e condições de saúde. São assim alvo de grande usufruto, não apenas para a prática desportiva, mas também para fins recreativos e de reabilitação. Apesar de todos os seus benefícios, o ambiente das piscinas expõe os utentes a variados riscos de saúde associados a contaminação química e microbiana, bem como a diversos problemas de segurança.

SABIA QUE...
... os utilizadores são a principal fonte de microorganismos nas piscinas?
... a maioria dos microorganismos tem origem em vómitos ou fezes?
... outras fontes de contaminação incluem a pele, cabelo, saliva ou secreções mucosas?
... um duche de 60 segundos antes de entrar na piscina remove a maioria destes agentes?
... mais de 30% dos utilizadores não toma duche antes de entrar na piscina?

Mas não se assuste! As piscinas são sujeitas a controlos de qualidade regulares, realizados por técnicos qualificados. Estes avaliam diversos parâmetros como o pH da água e a sua temperatura, a quantidade de cloro ou outro agente desinfetante e os principais microorganismos causadores de doença que poderão contaminar a água da sua piscina. No entanto, caro leitor, você também deve ter um papel ativo neste processo. Ajude-nos a cuidar da sua piscina!

MAS COMO?
Ainda no balneário não se esqueça de...
· Usar sempre os seus chinelos;
· Retirar toda a maquilhagem e cremes;
· Retirar relógios, anéis e pulseiras;
· Ir à casa de banho;
· Não comer;
· Se for com o seu bebé, colocar uma fralda impermeável.
Já no recinto da piscina lembre-se de...
· Manter os chinelos calçados até entrar na água;
· Passar os pés pelo lava-pés;
· Tomar duche completo antes de entrar na piscina;
· Colocar a touca;
· Não urinar, evacuar, assoar ou cuspir na água;
· Nunca beber a água da piscina!

Se estiver doente com feridas não cicatrizadas, doenças de pele, problemas gastrointestinais, problemas de ouvido ou outras doenças contagiosas evite a piscina, salvo indicação contrária do seu profissional de saúde.

Agora que já conhece os cuidados de higiene básicos para cuidar da sua piscina, não se esqueça que as piscinas são também um local frequente para os mais variados acidentes, como quedas ou afogamentos. Segundo dados da Associação para a Promoção de Segurança Infantil (APSI), nos últimos 12 anos ocorreram 207 mortes por afogamento em crianças e jovens no nosso país. A grande maioria dos acidentes em piscinas afetaram crianças até aos 4 anos de idade. É fundamental cumprir as regras de segurança afixadas na sua piscina para minimizar estes riscos.

Não descure a sua segurança e dos que estão à sua volta!
· Respeite as informações existentes;
· Não corra na zona da piscina;
· Mantenha as crianças sempre sob vigilância;
· Cuide das instalações;
· Respeite os restantes utilizadores e funcionários;
· Não aceda a zonas reservadas;
· Cumpra sempre as indicações dos técnicos.

A partir de agora já tem as ferramentas necessárias para que a sua piscina seja a mais higiénica e segura de Portugal. Todos temos o nosso papel, cabe a cada um de nós cumpri-lo!

Unidade de Saúde Pública – ACES Loures Odivelas. Coordenadora: Dra. Elvira Martins Autores: Gonçalo Fernandes, Inês Almeida e Leonardo Vinagre (Médicos Internos do Ano Comum)

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter