Anuncie connosco
Pub
Notícias | Saúde

Plano local de Saúde do ACES Loures – Odivelas

Extensão a 2020

3 de dezembro de 2016
Partilhar

O Plano Local de Saúde do ACeS Loures-Odivelas (PLS), foi elaborado com a finalidade de constituir um instrumento capaz de traduzir, para um período de tempo determinado, 2013 – 2016 com extensão ao ano 2020, o processo dinâmico, contínuo e participativo que constitui o Planeamento em Saúde.

1. Identifica e estabelece as prioridades de saúde para a população local (concelhos de Loures e Odivelas).

2. Projeta as necessidades futuras destas populações e propõe estratégias de intervenção.

3. Define objetivos de saúde.

4. Envolve na sua implementação o cidadão e instituições locais dentro e fora do setor da saúde.

5. Articula-se com entidades regionais e nacionais na intervenção local em saúde.

O Planeamento em saúde visa a optimização de recursos para atingir os objetivos priorizados, reduzindo os problemas de saúde identificados. Implica uma coordenação de esforços dos serviços de saúde e dos setores sociais e económicos da comunidade.

É necessário planear por múltiplas razões:

• Porque os recursos são cada vez mais escassos e é necessário utilizá-los da maneira mais eficaz e mais eficiente;

• Porque é necessário intervir nas causas dos problemas;

• Porque é necessário basear cada vez mais as decisões de intervenção e as diversas intervenções projetadas, na evidência que, a cada momento, for possível recolher;

• Porque é necessário ter instrumentos que permitam definir, de um modo dinâmico, quais as principais prioridades de intervenção;

• Porque é necessário evitar intervenções isoladas e implementar abordagens integradas que utilizem e potenciem as sinergias existentes;

• Porque é necessário utilizar e adequar os Serviços e os seus recursos de modo a poderem responder, atempada e adequadamente, aos principais problemas e necessidades de saúde que forem identificados.

Pretende-se divulgar e aproximar a informação sobre a saúde e os seus determinantes, da tomada de decisão pessoal, política e institucional sobre saúde local.

O PLS Loures-Odivelas 2013-2016 Extensão a 2020 traça o perfil de saúde da população residente nos concelhos de Loures e Odivelas e define, com base neste perfil, os principais problemas de saúde (diabetes, doenças cardiovasculares, tumores da mama feminina, obesidade e tumores do aparelho digestivo).

Verifica o alinhamento destes problemas de saúde com os principais Planos de saúde (nacional e regional), Programas nacionais prioritários e contratualização com as unidades de prestação de cuidados do ACeS.

Verifica também o alinhamento com os principais eixos estratégicos da Política de Saúde 2020 da Organização Mundial de Saúde (OMS) 2020, aplicados ao nível local.

• Cidadania em Saúde: capacitação dos cidadãos, aumento da literacia, participação dos cidadãos nas decisões.

• Equidade e Acesso adequado aos cuidados de saúde: reforço do acesso equitativo aos programas de prevenção de doenças; cuidados de saúde geograficamente próximos das populações; reforço da articulação entre os cuidados de saúde primários, os hospitalares e os continuados, para que a tomada de decisão seja adequada, efetiva e monitorizada e que o cidadão aceda de modo mais rápido aos cuidados de que necessita – ex: Unidade Coordenadora Funcional de Diabetes (UCFD).

• Qualidade na Saúde: implementação e divulgação da certificação da qualidade da prestação de cuidados de saúde.

• Políticas Saudáveis: reforço das estratégias intersetoriais que promovam a saúde, através da minimização de fatores de risco – articulação com as Câmaras Municipais de Loures e de Odivelas e com outros parceiros sociais.
O PLS desenvolve a sua concretização através da articulação entre os serviços de saúde local e a intervenção na comunidade.

Serviços de Saúde

Em linha com os eixos estratégicos Equidade e Acesso adequado aos cuidados de saúde e Qualidade na Saúde, é fundamental que o ACeS Loures-Odivelas e o Hospital Beatriz Ângelo trabalhem em comum para cada um dos problemas prioritários. Para o efeito, foi criado um Grupo de Trabalho para cada um dos cinco problemas prioritários, com, pelo menos, 1 médico e 1 enfermeiro do HBA e 1 médico e 1 enfermeiro do ACES.

Intervenção na comunidade

Os cinco problemas prioritários partilham muitos fatores de risco, incluindo a alimentação desadequada, o consumo de tabaco e a falta de exercício físico; portanto, a prevenção destes três factores de risco modificáveis pode diminuir as prevalências dos cinco problemas.
Essa prevenção pode ser conseguida através da capacitação dos grupos-alvo (eixo estratégico Cidadania em Saúde), e da promoção da saúde e prevenção da doença (eixo estratégico Políticas Saudáveis).
Com vista ao reforço da articulação intersetorial para a promoção da saúde, nas reuniões efetuadas com as Câmaras Municipais de Loures e de Odivelas, foi discutida a proposta de criação de um “Grupo para o Desenvolvimento Local da Promoção da Saúde” (GLOPS). Pretende-se, através da integração e da partilha, acompanhar, divulgar e avaliar o que é feito para atingir os objetivos locais e das instituições.
Estão já em curso vários projetos de promoção da saúde na comunidade e autarquias e pretende-se que passem a ser articulados/integrados com as entidades parceiras.

Considera-se essencial o envolvimento formal das instituições e dos seus responsáveis, de forma a potenciar e acrescentar valor ao que é feito e tornando as parcerias mais sólidas e duradouras. Deste modo, será necessário o compromisso das entidades envolvidas, com representantes nomeados do ACeS Loures-Odivelas, do Hospital Beatriz Ângelo e das duas autarquias (Loures e Odivelas) e com objetivos, cronograma e sugestão de estrutura/organização do grupo de trabalho – formalizado num documento validado pelos dirigentes dessas instituições.
Esse grupo será constituído por órgãos de coordenação e estratégicos e dará abertura a grupos de trabalho temáticos (promoção de saúde, ambientes favoráveis à saúde, equidade e cidadania, literacia em saúde, etc…), que permitam a participação ativa dos cidadãos.

Prevê-se até final do ano ter um acordo formal para criação do GLOPS e disponibilizar o PLS Loures – Odivelas para consulta pública.


Joaquim Martins
Médico, chefe de serviço de Saúde Pública
Unidade de Saúde Pública Loures-Odivelas.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter