Anuncie connosco
Pub
Notícias | Política

As principais propostas da candidata do Partido Socialista

Sónia Paixão | Partido Socialista

4 de setembro de 2017
Partilhar

Linhas mestras do objetivo da candidatura

O Partido Socialista apresenta uma candidatura forte e de futuro à Câmara Municipal de Loures, em nome de uma visão integrada para o concelho. Queremos afirmar Loures como centralidade emergente na Área Metropolitana de Lisboa, que atraia mais habitantes e maior criação de riqueza, um território equilibrado socialmente e que se quer ordenado na sua diversidade. A visão do PS para Loures assenta num concelho solidário e amigo das famílias, com emprego e oportunidades para todos, seguro, moderno e intercultural. A nossa ação será estruturada em cinco grandes eixos: proximidade |emprego| ordenamento | mobilidade | responsabilidade social. Faremos uma gestão de proximidade, sustentável e rigorosa mas com responsabilidade social. Uma gestão que respeita os limites de endividamento e poupa no funcionamento dos serviços para investir no território e na qualidade de vida; uma gestão que estabiliza o quadro fiscal para incentivar a fixação de novas famílias e de novas empresas; uma gestão que mobiliza o financiamento comunitário e todos os agentes sociais, que promove a cooperação com a administração central e cria oportunidades e respostas sociais dignas para todos os cidadãos.

 

Economia, Turismo, Impostos, Inovação e Empresas Municipais

Assumimos a dinamização da Agência de Investimento de Loures, que centralizará a promoção da atividade económica local, a criação do Conselho Estratégico Empresarial e de uma rede de incubadoras de empresas que reforce o setor empreendedor. Organizaremos um importante certame agro-alimentar e eventos de divulgação dos produtos tradicionais, com vista a dar-lhes projeção externa. Produziremos, nos primeiros seis meses de mandato, um Plano Estratégico para o Turismo e fomentaremos a instalação de unidades hoteleiras no concelho, o turismo rural e alojamento local, para além de um parque aquático, que tornará o território mais atrativo a outros investimentos. Quanto aos impostos, desde 2014 que apresentamos propostas para baixar as taxas de IMI para 0,8% (prédios rústicos) e 0,375% (prédios urbanos) e de IRS para 4%, sucessivamente rejeitadas pela coligação CDU/PSD. Se ganharmos as eleições, essas taxas serão aplicadas a partir de 2018. O PS defende o alargamento das responsabilidades da Loures Parque ao nível da mobilidade urbana e acessibilidades e o reforço da missão social da Gesloures.

 

Ação Social, Educação, Saúde, Segurança e Habitação Social

Na Ação Social pretendemos incentivar a natalidade e o apoio à família, aumentar a oferta de vagas em creches e jardins-de-infância, de modo a tornar universal a frequência das crianças, nomeadamente através da complementaridade entre a rede pré-escolar pública e a oferta das IPSS. Daremos também continuidade à construção de uma rede de centros de dia e estruturas residenciais e assistidas para idosos e pessoas com deficiência que assegurem a cobertura de toda a área do Município. “Loures, Município Educador” é o objetivo maior de um vasto programa que apresentamos nesta área e envolve a reabilitação de escolas, a construção de polidesportivos em alguns agrupamentos e um conjunto de projetos inovadores para combater o insucesso e o abandono escolares e promover a melhoria das qualificações dos jovens e adultos.
Na Saúde, iremos impulsionar a construção de novos Centros de Saúde em Camarate, Bobadela, Catujal e Santo Antão do Tojal e apoiar e fomentar a criação de uma rede de cuidados continuados no concelho. No domínio da segurança, criaremos um Centro Municipal de Segurança, duplicaremos o número de efetivos da Polícia Municipal no primeiro ano, retomaremos o Contrato Local de Segurança num reforço das políticas de policiamento de proximidade e intervenção comunitária, e instalaremos um sistema de video-proteção em algumas localidades. Retomaremos o programa de habitação jovem e criaremos um programa municipal de apoio ao arrendamento e um regulamento de utilização do parque habitacional municipal.

 

Transportes, Mobilidade, Ambiente, Património e Urbanismo

Para a melhoria da mobilidade pretendemos retomar junto do Governo as negociações para o alargamento da rede do Metro às zonas de Santo António dos Cavaleiros, Loures e Infantado e, na zona oriental, a Sacavém e Portela; reivindicar o alargamento da oferta da Carris a Sacavém e Camarate e criar uma nova carreira que ligue Santa Iria de Azóia a Loures, através do MARL e Tojais. Pretendemos corrigir as disfuncionalidades existentes na ligação da Estrada Nacional 10, em Sacavém, à 2ª Circular e à CRIL, concretizar a saída da A1 em São João da Talha, construir a variante nascente a Loures e a variante a Bucelas. No domínio do Ambiente comprometemo-nos, entre outras coisas, a promover planos de ordenamento do espaço rural, promover um plano de adaptação às alterações climáticas e fazer projetos de valorização paisagística de percursos ambientais, culturais e paisagísticos. Pretendemos dar prioridade à reconversão das Áreas Urbanas de Génese Ilegal e promover a regeneração dos centros urbanos de diversas localidades.

 

Cultura, Juventude, Associativismo, População Sénior e Desporto

Loures deve afirmar-se enquanto concelho de genuínas tradições culturais mas também como ponto de acolhimento de diversas culturas originárias de outras regiões do país e do mundo, assumindo com orgulho essa diversidade e investindo em projetos e numa programação que faça cada vez mais a “mistura” dessas diferentes identidades e memórias, de forma criativa e nas mais diversas manifestações artísticas, nomeadamente através de instrumentos como a Arte Emergente, Cidadania e Novas Tecnologias e Ciência e Conhecimento. Um Centro Cultural em Loures, o “Instituto das Artes”, um centro artístico para a experimentação e instalação de artistas e novas indústrias culturais e criativas, e a “Cidade do Cinema” são projetos a desenvolver nos próximos 4 anos. Na área do desporto, pretendemos construir um parque aquático com piscinas e zonas de jogos e de lazer, apoiar os clubes e coletividades no desenvolvimento de novos projetos e oferta desportiva, valorizando a participação feminina e o desporto adaptado; rever o Regulamento Municipal de Apoio ao Associativismo e organizar os “Jogos da União” - um programa desportivo destinado às crianças e jovens. É também nossa intenção ampliar os programas de apoio ao envelhecimento ativo, construir uma rede de centros de dia e estruturas residenciais e assistidas para idosos, considerando 2 novos equipamentos na zona norte do concelho e 3 na zona oriental, em Sacavém, Unhos e Santa Iria de Azóia. Pretendemos também consolidar uma resposta a situações de risco por solidão com recurso a teleassistência.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter