Anuncie connosco
Pub
Notícias | Política

As principais propostas do candidato do Bloco de Esquerda

Fabian Figueiredo | Bloco de Esquerda

4 de setembro de 2017
Partilhar

Principais objetivos da candidatura

Apresentamo-nos a estas eleições autárquicas com uma candidatura forte, com listas compostas por gente que conhece bem os problemas e desafios de Loures, porque os sente e vive no seu dia-a-dia. Somos uma candidatura de homens e mulheres determinados em ganhar o futuro para o concelho e apostados em resolver os velhos problemas e vencer os novos desafios.
Nas listas à Câmara Municipal, à Assembleia Municipal e às Juntas de Freguesia, contamos com dezenas de cidadãos e cidadãs independentes, na sua maioria pessoas que se destacaram no meio associativo e nas causas cívicas do concelho, mas também com os e as ativistas do Partido LIVRE e do MAS. O diálogo construtivo, para encontrar as soluções mais robustas para melhorar a vida dos nossos cidadãos, é uma marca desta candidatura desde o seu início.
Sabemos, por isso, que a nossa responsabilidade política é grande, mas a nossa determinação coletiva em oferecer ao município uma alternativa governativa e dialogante à esquerda é ainda maior. Estamos prontos!

 

Economia, Turismo, Impostos e Inovação

O IRS cobrado pela autarquia está na taxa máxima, 5%. Em Lisboa está nos 2,5%. Propomos que desça gradualmente e que, já em 2018, se fixe nos 4%. No caso do IMI deve-se seguir a mesma tendência, para que passe dos atuais 0,39% para 0,30%. A Câmara tem que fazer a sua parte na devolução dos rendimentos às famílias.
A autarquia deve ter um papel mais ativo na promoção da economia moderna e inclusiva que se pretende para o concelho. O que propomos é muito simples: a Câmara deve ter uma relação privilegiada com as empresas que não recorram a contratos precários, discriminem as mulheres ou recusem integrar pessoas com deficiência. Esta deve ser uma marca distintiva da economia do concelho.
Loures tem um grande potencial turístico. Temos uma estratégia para o desenvolvimento do turismo de natureza, para a qual a zona saloia do concelho está vocacionada. A zona oriental será crescentemente procurada pela indústria hoteleira. Isto implica a elaboração de um plano a longo prazo para acomodarmos este crescimento de forma harmoniosa.

 

Ação Social, Educação, Saúde, Segurança e Habitação

Por iniciativa do Bloco, foi muito recentemente aprovada a atribuição automática da tarifa social da água em Loures, o que beneficiará 11 mil famílias do concelho. Queremos criar uma Bolsa Municipal de Arrendamento que disponibilize, a famílias e jovens casais, habitação digna a baixo custo. No plano social, ainda há muito caminho para percorrer. Queremos que Loures passe a ser um município modelo nesta área, vamos criar uma rede de serviços municipais que inclua lares de idosos e creches públicas acessíveis a todas as famílias, um serviço de medicina dentária municipal, um programa de requalificação dos Centros de Saúde e Unidades de Saúde Familiar e de todos os edifícios escolares sob tutela do município.
No plano da segurança, é necessário aprofundar o Contrato Local de Segurança e o policiamento de proximidade, e valorizar os mediadores socioculturais. Criar um Centro Municipal de Referência em Cidadania LGBT+, que atuará na mediação de conflitos, abrigará vítimas de discriminação e promoverá campanhas de combate à homofobia e transfobia. Criar uma rede alargada de casas abrigo para vítimas da violência doméstica.

Transportes, Mobilidade e Ambiente

Os transportes são insuficientes e caros. Defendemos que a Câmara de Loures passe a fazer parte da gestão da CARRIS e que esta reforce e alargue os seus trajetos e carreiras a todo o concelho. Precisamos de um operador rodoviário público em todo o concelho, com tarifas acessíveis e passes com desconto de 60% para idosos, reformados e pensionistas e gratuitos para jovens e estudantes. Pretendemos ainda criar uma rede complementar de pequenos autocarros municipais que sejam garantes da mobilidade no interior de todas as freguesias. Trazer o Metro para Loures, com estações em Santo António dos Cavaleiros, Loures, Infantado, Portela e Sacavém, é para nós uma prioridade máxima.
É urgente tirar unidades fabris poluentes das proximidades dos aglomerados habitacionais. Atenuar a emissão de maus odores fabris que prejudicam a qualidade de vida de milhares de moradores. Devolver a frente ribeirinha e o Rio Trancão à população. Construir uma rede de ciclovias que ligue as freguesias e se conecte com as ciclovias de Lisboa. Construir rapidamente um abrigo municipal para os animais do concelho, conforme aprovado na Assembleia Municipal por proposta do Bloco de Esquerda.

 

Cultura, Juventude, Associativismo, População Sénior e Desporto

Queremos criar uma estrutura de participação de todos os agentes culturais do concelho para melhorar e democratizar a oferta. Implementar uma rede de espaços para artistas e organizações que não dispõem de espaço de ensaio e criação e alargar as Festas de Loures a todo concelho. É também essencial o apoio burocrático ao acesso a fundos de apoio financeiro nacionais e comunitários.
Por outro lado, queremos garantir que, em toda a extensão do concelho, existam equipamentos desportivos de livre usufruto. O desporto é um direito cuja prática deve ser garantida pelos poderes municipais. Neste caso em concreto, este programa passará obrigatoriamente por reequipar vários ringues e parques desportivos demasiado castigados pelo tempo e pelo abandono.
Em relação à população sénior, queremos criar um gabinete específico para atender aos problemas específicos desta população, o que precisa de ser complementado com políticas municipais concretas no plano dos apoios sociais, transportes e cultura.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter