Anuncie connosco
Pub
Notícias | Atualidade

Novo serviço

S. João da Talha tem novo Espaço Cidadão

8 de março de 2017
Partilhar

A Junta de Freguesia de Bobadela, São João da Talha e Santa Iria da Azóia instalou um Espaço Cidadão em São João da Talha, que permite aos fregueses tratarem de diversos assuntos relacionados com a Administração Central. O espaço funciona na Rua da Igreja, nº 3, está aberto das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, e permite, entre outros, pedir certidões de registo civil, predial e comercial, aceder ao Portal da Saúde e à Segurança Social Direta, marcar serviços no SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras - ou entregar requerimentos na Caixa Geral de Aposentações.

Inaugurado a 24 de janeiro, o Espaço Cidadão de São João da Talha pretende também ajudar a população idosa a lidar, de forma eletrónica, com a Administração Pública Central. «Dispomos de um serviço que funciona através de dois mediadores digitais, que fazem a interligação entre o cidadão e a Administração Central», explicou ao NL, Nélson Leitão, presidente da União de Freguesias de Bobadela, São João da Talha e Santa Iria da Azóia.

Para isso, a Junta teve de propor um protocolo à Agência para a Modernização Administrativa (AMA), onde tentou mostrar ter todas as condições para receber o espaço. «O Governo mostrou disponibilidade em celebrar o protocolo, a Câmara cedeu o espaço, que já estava a ser utilizado como secção administrativa e a Junta fez o investimento para o adaptar às novas funções», conta Nuno Leitão.

«Estamos a falar de um investimento de mais de 10 mil euros, entre material informático, adaptações e acessibilidades, que, neste momento, já permitiu atender mais de 500 fregueses», revela o autarca. «O espaço é central, tem estacionamento e transportes próximos, argumentos que levaram a AMA a aceitar a localização», acrescenta. O espaço evita que muitas pessoas tenham de se deslocar a Lisboa ou a Sacavém para tratar de assuntos burocráticos.

A Junta quer agora abrir um Espaço Cidadão na Bobadela e outro em Santa Iria da Azóia, com as mesmas valências e serviços. «Além disso, sondámos informalmente a Câmara Municipal de Loures para a introdução de serviços camarários e queremos também introduzir um espaço de apoio à comunidade, sobretudo para suporte a pequenos negócios, aproveitando também a presença do CPR – Conselho Português para os Refugiados – na Bobadela, para a integração de algumas comunidades», sustenta Nuno Leitão.

O objetivo é criar uma rede de tutoria local, com o contributo de gestores de empresa locais, que possam dar contributos e ideias para o desenvolvimento de pequenos negócios. «O diálogo com todos os intervenientes foi encetado após a abertura, pelo que esperamos ter novidades ainda durante o primeiro semestre», revela o presidente da Junta.

André Julião

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter