Anuncie connosco
Pub
Notícias | Atualidade

Sociedade

Marcelo em Loures

2 de julho de 2016
Partilhar

O Presidente da República visitou, no dia 20 de Junho, o Centro de Acolhimento do Conselho Português para os Refugiados (CPR), na Bobadela, por ocasião do Dia Mundial do Refugiado. Questionado sobre o facto de Portugal ter recebido até agora um número de refugiados aquém do previsto, respondeu que «da parte de Portugal não está a falhar nada».

Marcelo Rebelo de Sousa salientou a presença nesta visita dos ministros Adjunto, Eduardo Cabrita e da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, do presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares e do Provedor de Justiça, José de Faria Costa. Sobre o edil de Loures referiu a sua disponibilidade «vai dar terreno para duplicar este centro. E isso merece aplauso». Adiantou ainda que Portugal está unido em relação aos refugiados «estamos juntos e o povo português está junto, connosco. Estamos todos juntos recebendo-os, acolhendo-os como nossos irmãos».

Perante dezenas de refugiados e trabalhadores deste centro de acolhimento, o chefe de Estado acrescentou: «No nosso coração não há um dia dos refugiados. Todos os dias são dias dos refugiados. Todos nós podemos ser refugiados um dia, por isso, compreendemos». Acrescentou ainda que tendo em conta a população, Portugal é «o País da Europa que recebe mais refugiados nesta experiência europeia. Acontece aqui em Loures, mas acontece em todo o País. Não há um lugar do País em que não estejamos todos de acordo. Nós gostamos de vocês, nós sabemos que estão a gostar de nós, vamos juntos construir um futuro com mais paz, com mais justiça entre as pessoas e os povos».

O terreno que será cedido à CPR

Em relação ao terreno que a Câmara vai ceder ao CPR, para a ampliação do Centro de Acolhimento da Bobadela, a escritura pública de cedência é assinada quinta-feira, dia 30 de Junho, às 14.30h, nos Paços do Concelho, em Loures (esta edição do NL fechou a 28 de Junho). Estarão presentes Bernardino Soares, presidente da Câmara Municipal de Loures, Teresa Tito de Morais e António Agostinho Homem, respectivamente presidente e vice-presidente do CPR.

A propriedade municipal, situada na Quinta do Papa Leite, próxima do actual espaço do CPR, permitirá a construção de novas instalações para acolhimento de refugiados, com capacidade para 60 adultos e 30 menores não-acompanhados.

O Centro de Acolhimento para Refugiados (CAR), na Bobadela, tem vindo a receber nos últimos anos um número crescente de pedidos de protecção internacional, o que tem conduzido a uma situação de sobrelotação permanente deste centro.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter