Anuncie connosco
Pub
Notícias | Atualidade

Bucelas comemora 495 anos

Aniversário de Bucelas

30 de novembro de 2017
Partilhar

Bucelas comemora 495 anos como Freguesia e 90 desde que foi elevada a Vila. Momentos relevantes que serão realçados no próximo dia 8 de dezembro.

Quase há meio milénio, 495 anos, Bucelas foi decretada Freguesia. O dia 8 de dezembro assinala esta data, assim como a elevação a Vila, que saiu no “Diário do Govêrno” de 7 de dezembro de 1927, há 90 anos. Para este dia tão simbólico, a Junta de Freguesia já tem o programa de festividades definido.

Programa

No próximo dia 8 de dezembro Bucelas engalanar-se-á para celebrar 495 anos como Freguesia e 90 como Vila. O dia começará cedo, às 8.30h, com uma Arruada pela a Fanfarra da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Bucelas, seguindo-se o içar das bandeiras, pelas 9 horas.

Às 11.30h será celebrada a Missa de Ação de Graças, em memória dos falecidos da Freguesia. Da parte da tarde, pelas 15.30h horas, existirá um momento musical no Auditório Tomás Noivo, com Milene Mel, a que seguirá a Sessão Solene e Condecorações, pelas 16.45h e um Bucelas de Honra às 17.30h. O programa encerará às 18 horas com o acendimento da Iluminação de Natal.

Geografia

A freguesia de Bucelas é a maior do concelho de Loures, com 33,97 km2, o que não corresponde em termos populacionais, pois é “apenas” a 8ª com maior população, 4663 habitantes segundo os Censos de 2011. Para tal não é alheio o facto de Bucelas ser essencialmente rural, sendo a sua principal “marca” a casta de vinho Arinto, uma referência mundial, cujas vinhas embelezam a Freguesia, dando-lhe um imagem rústica, apesar da proximidade de grandes urbes. É constituída pelos lugares de Alrota, Bemposta, Bucelas, Chamboeira, Charneca, Freixial, Vila de Rei e Vila Nova. Faz fronteira com as freguesias de Fanhões e Santo Antão e São Julião do Tojal, do município de Loures, assim como com as freguesias do Milharado (concelho de Mafra), Arranhó e Santiago dos Velhos (concelho de Arruda dos Vinhos) e Alverca e Vialonga (concelho de Vila Franca de Xira).

História

A História de Bucelas remonta aos Celtas, altura em que já havia indícios de haver população nesta zona. Aliás, o seu Brasão de Armas indica isso mesmo, com a presença de uma falcata celta. A estada dos romanos também está representada, através do gládio.

Mas Bucelas é freguesia há 495 anos, anteriormente a localidade que assumia esse epíteto era Vila de Rei, que em 1522 viu a sede da paróquia ser transferida. No Brasão de Armas também está representada uma das mas maiores forças da Freguesia, o vinho, através de uma folha de videira. Não foi por acaso que o Município decidiu instaurar nesta Freguesia o Museu da Vinha e do Vinho, que relembra todo o processo de transformação pelo qual a uva é sujeita, até se transformar no produto internacional de referência que existe há mais de um século.

Igreja Matriz de Bucelas

Os locais de interesse histórico na Freguesia são diversos, a maior parte de origem religiosa, a começar pelo seu ex-líbris, a Igreja Matriz de Bucelas, inicialmente denominada Igreja de Nossa Senhora da Purificação, construída no séc. XVI com uma decoração barroca.

A tradição local atribui a fundação da igreja matriz de Bucelas a uma lenda, segundo a qual foi devido ao aparecimento, em 1522, de uma imagem de Nossa Senhora da Purificação no local onde se situa atualmente a igreja, que esta acabaria por ser fundada. Embora a lenda situe a aparição da imagem nos primeiros decénios do séc. XVI, a igreja só viria a ser edificada na segunda metade do século.

Sabe-se que o corpo da igreja estava concluído em 1566, como atesta a inscrição sobre o portal lateral situado do lado do Evangelho e em 23 de janeiro de 1569 D. Jorge de Ataíde, bispo Viseu, sagrava a capela-mor. Uma lápide na sacristia, com a inscrição de 1573 indica possivelmente a data em que as obras do templo foram terminadas.

Embora apresente um modelo sóbrio a nível estrutural, a igreja matriz de Bucelas destaca-se por alguma erudição dos elementos decorativos, nomeadamente no exterior. De linhas depuradas, a fachada encontra-se dividida em dois registos, com portal no primeiro e três janelas no segundo, que correspondem à disposição das naves. Do conjunto decorativo da igreja destaca-se ainda um grupo escultórico, guardado numa dependência anexa à capela-mor, um alto relevo provavelmente esculpido no século XV, representando a Descida do Espírito Santo, e figurando a Virgem e os Apóstolos. Este relevo é proveniente da capela do Espírito Santo, tendo sido deslocado do templo primitivo depois da destruição deste.

Política

Na freguesia de Bucelas a liderança autárquica tem sido comunista. Ao longo de 12 eleições, a atual CDU venceu por 10 vezes, seis como CDU, três como APU e uma como FEPU. Nos dois escrutínios em que não venceu foram os socialistas a alcançar a vitória. António Queiroz Leitão foi o presidente mais vezes eleito, três vezes, seguido de Tomás Roque e Élio Matias, atual presidente, que venceram duas vezes. De salientar que em todos os mandatos o vencedor alcançou maioria absoluta, independentemente da vitória pertencer a comunistas ou socialistas.

 

Pedro Santos Pereira

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter