Anuncie connosco
Pub
Notícias | Atualidade

Livro sobre a interação digital na administração pública foi lançado

À atenção do Município

30 de novembro de 2017
Partilhar

Livro sobre a interação digital na administração pública foi lançado, podendo ser utilizado como um manual de boas práticas na preparação e na relação entre os municípios e os seus munícipes. Numa era, como a digital, ficar para trás pode ser irrecuperável.

Foi apresentado no dia 16 de novembro, na Fundação Portuguesa das Comunicações, o livro “O CRM e a interação digital na administração pública”, de Cila Correia. O livro surgiu da dissertação de mestrado, que concluiu em 2016 e teve como objeto de estudo a Câmara Municipal de Viseu.

O livro em causa é um manual de interação entre cidadãos, munícipes e administração pública. Cada vez mais os munícipes são mais exigentes e não apreciam perder tempo. A interação digital é uma forma de não acumular utentes nos serviços públicos e de prestar um serviço durante 24 horas, poupando custos ao consumidor.

Para isso, segundo a autora, é necessário um trabalho prévio de recolha de dados e análise para a definição de uma estratégia de Customer Relationship Manager (CRM) e Interação Digital, de forma a capacitar o município com novos serviços, simplificando e melhorando o relacionamento e interação do munícipe com a administração pública.

Para Almeida Henriques, presidente do município de Viseu, «a eficiência das administrações públicas e a sua capacidade de gerar satisfação nos cidadãos e nas famílias, nas empresas e investidores, nos visitantes e turistas, são hoje fatores fundamentais na atratividade e na competitividade dos territórios». Para o autarca, «o hardware de um território é tão fundamental como o seu software social e o seu brainware coletivo».

Neste estudo foram formulados cinco objetivos:

- Analisar a prática de uma gestão integrada de informação.

- Descrever preferências temáticas, periodicidade pretendida e canais de comunicação.

- Avaliar regularmente a opinião e satisfação dos munícipes relativamente à perceção e interação dos serviços disponibilizados.

- Determinar uma taxonomia de munícipes baseada nas preferências temáticas, periodicidade pretendida e canais de comunicação.

- Definir estratégias para potenciar a utilização.
É a partir daqui que se vai construir e consolidar o processo, que aproximará administração pública e seus utentes, mesmo que na maioria das vezes essa aproximação seja virtual.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter