Anuncie connosco
Pub
Notícias | Atualidade

Loures – Concertos e Homenagem

130 Anos

6 de agosto de 2016
Partilhar

Distinções, artesanato, música e milhares de visitantes traduziram as Festas de Loures de 2016. A Cidade encheu-se de pessoas, dando um dinamismo próprio destas festas. A temperatura ajudou as iniciativas nocturnas a céu aberto, tendo tornado ofegantes as que se realizaram em espaços fechados.

Concertos

O cartaz deste ano foi forte, com as presenças de Sérgio Godinho & Jorge Palma, António Zambujo, Ladrões do Tempo, Júlio Pereira, só para falar nos nomes mais sonantes. Como seria de esperar vários foram os momentos altos que se viveram, começando com Godinho e Palma que, praticamente, encheram o Pavilhão Paz e Amizade, fazendo entoar canções que não se esquecem, levando ao rubro a plateia, que mercê da temperatura já estava quente. António Zambujo, no dia seguinte, esgotou em absoluto o Pavilhão, deixando de fora dezenas de pessoas que já não conseguiram entrar no sobrelotado Paz e Amizade. Uma grande actuação do músico português que fez jus à fama que vem alcançando. Destaque final para os Ladrões do Tempo, que contam com Zé Pedro (Xutos & Pontapés), Tó Trips (Dead Combo) e Samuel Palitos (ex-Censurados), por exemplo. Um estilo de música rock que entusiasmou os presentes que, refira-se, não eram muitos.

Adão Barata dá nome ao Parque da Cidade

No dia em que o Concelho assinalou 130 anos de existência, a Câmara Municipal procedeu ao descerramento da placa toponímica do agora denominado Parque Adão Barata.

Foi o culminar de um processo iniciado em 2014, quando um grupo de munícipes lançou uma petição para uma homenagem pública a Adão Barata. Esta petição, que recolheu um vasto número de assinaturas foi entregue aos órgãos autárquicos, propondo a alteração do nome do Parque da Cidade para Parque Adão Barata, tendo em conta que a iniciativa da criação de um parque verde na cidade foi tomada durante o seu mandato enquanto presidente da Câmara.

A cerimónia que antecedeu o descerramento da placa toponímica, à entrada do Parque, contou com a presença de personalidades dos vários quadrantes políticos, económicos e sociais de Loures e da família e amigos do ex-presidente. Antes dos discursos oficiais, o músico António Saiote interpretou duas peças musicais, a última delas acompanhada de declamação de poesia por parte de Pedro Cabeça.

Para a mulher de Adão Barata, Deolinda Barata, “foi um privilégio ter vivido com um homem de grandes qualidades cívicas e humanas e que todos respeitavam”.

Já o filho, Pedro Barata, referiu que, muito provavelmente, o pai gostaria de ver o seu nome associado a este Parque e que o nome com mais significado para ele seria «Parque Adão Barata e amigos»”.

O representante do grupo de munícipes que lançou a petição, José Alberto Moura, afirmou ser este o “dia de celebração da vida de um bom homem. É um acto de justiça. A postura de Adão Barata serve de exemplo para todos nós”.

Para o actual presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares, Adão Barata foi uma “figura singular”. Este parque, acrescentou, “simboliza o que Adão Barata simbolizou: a vontade que a vida das pessoas fosse melhor, um Parque para todos”. E concluiu: “Cada vez que aqui passarmos, podemo-nos inspirar para respeitar as pessoas e colocar o bem-comum acima de tudo”.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter