Anuncie connosco
Pub
Notícias | Ambiente

Resultados da sua central fotovoltaica

Montiqueijo amiga do Ambiente

7 de janeiro de 2017
Partilhar

A Montiqueijo, marca portuguesa produtora de queijos e a única com produção desde a origem, dá a conhecer os resultados da sua central fotovoltaica, registados entre janeiro e setembro de 2016. Graças aos 460 painéis solares instalados, a empresa de Lousa consegue atualmente uma autossuficiência média mensal de 19,8%, gerando 125.580 kWh de energia solar e já produziu mais de 274 toneladas de queijo fresco inteiramente provenientes desta energia durante este período.

Entre os números alcançados, destaque também para as 162,8 toneladas de emissões de CO2 evitadas pela geração de ele- tricidade solar, que são equiva- lentes ao CO2 que 1.732 árvores plantadas seriam capazes de absorver. Por cada tonelada de queijo fresco produzido, nos primeiros nove meses de 2016, a empresa evitou 196 Kg de dióxido de carbono libertado. Certificado e com exploração desde julho do ano passado, o parque fotovoltaico da Montiqueijo, que foi a primeira empresa do setor dos queijos a implementar este tipo de equipamentos, resulta de um investimento na ordem dos 130 mil euros e visa redu- zir as cargas poluentes e os custos associados à produção das várias toneladas diárias de queijo fresco, requeijão e queijo curado.

“O sistema fotovoltaico foi uma das opções de investimento decididas para prosseguirmos a nossa missão eco-friendly. Se ao longo dos anos temos vindo a trabalhar para con- quistar esta posição no mer- cado, fazia todo o sentido um investimento desta grandeza que permitisse a otimização de todo o processo de produção. Os vários níveis de poupança que estamos a ter, quer eco- nómica quer ambientalmente, permitem-nos melhorar não só a qualidade dos nossos produtos como aperfeiçoar o ciclo de produção. Um ciclo que é fechado uma vez que somos responsáveis tanto pelo produto final como pela matéria -prima dos mesmos”, explica Dina Duarte, diretora geral da Montiqueijo.

A produtora de queijos regista uma poupança média mensal de 28% na fatura elétrica, nas horas de pontas e cheias, utilizando 457kWh por tonelada de queijo, o que a aproxima do objetivo de produção de um queijo “ambientalmente mais saudável”.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter